WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque2’

Pastor na Bahia diz que coronavírus é bom para que pessoas se convertam a Jesus

Share Button

Por G1 BA

Pastor diz que coronavírus 'é bom para que o povo se converta a Jesus'; depois pede desculpas | Foto: Reprodução / Redes Sociais

Pastor diz que coronavírus ‘é bom para que o povo se converta a Jesus’; depois pede desculpas | Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um pastor de Santo Antônio de Jesus, cidade a cerca de 190 quilômetros de Salvador, usou as redes sociais na internet para publicar um vídeo no qual agradece pelos casos da Covid-19 porque, segundo ele, isso ajudará que as pessoas se convertam em Jesus Cristo. Depois da repercussão, ele fez outra postagem pedindo desculpas.

No Brasil, até esta quarta, 179.457 pessoas tiveram testes confirmados para a Covid-19. Já o número de mortos chega a 12.531. Na Bahia, conforme o último boletim da Secretaria de Saúde (Sesab), os casos ultrapassam os 6 mil, com 225 mortes.

O pastor Gilberto Passos faz parte da Igreja Caminho ao Deus Vivo (ICDV). O primeiro vídeo, disponibilizado no Facebook pessoal dele foi publicado na semana passada, mas apagado horas depois.

Na publicação [que o pastor apagou], ele comentou que as “materialidades” da vida afastam as pessoas de Jesus Cristo e questionou a eficácia da medicina.

Foi nessa ocasião que ele comentou: “Obrigado, Jesus. Aumenta mais o corona mesmo’. Importante porque só assim essas desgraças desse pessoal se conserta [sic], deixa o pecado, se converte em Jesus Cristo”.

Já no domingo (10), o pastor fez um outro vídeo, se justificando sobre a situação. Ele pontuou que a pandemia é um cenário para que as pessoas se convertam, mas não “para matar ninguém”.

“Eu falei assim: que bem feito essa coronavírus estar no mundo. O porquê eu falei isso? O coronavírus vem da parte de Deus. Para que? Para matar as pessoas que não são evangélicas? Não. Para as pessoas se afirmarem na casa de Deus. Mas por quê? Quem é pastor sabe como é que está a devassidão dentro da própria igreja, das pessoas agindo da forma que querem”, falou.

“Então disse assim: ‘Bem feito vir o coronavírus, para que esses cornos venham se converter a Jesus’. Por que? O que Deus quer? Que a gente se converta. Essa enfermidade é para as pessoas se converterem. Não é para matar ninguém. Para se converter e entender o evangélico”, completou.

Na ocasião, o pastor ainda comentou sobre o agradecimento que fez a Deus por causa da doença. Segundo ele, o agradecimento foi pautado nos ensinamentos bíblicos.

“Quando eu falei para dar graças a Deus pelo coronavírus, por quê? No capítulo 5, verso 18, diz assim: ‘Em tudo dá graças porque essa é a vontade de Deus e de Jesus’. Tudo que acontece na vida do crente é para o nosso bem. Graças a Deus por tudo. Se é para dar graça, é a bíblia que manda. Então, eu vou dizer assim: ‘Eu peço desculpas, perdão a vocês’. Mas eu não falei fora da bíblia. Eu falei pela palavra de Deus, que está escrito. Que Deus abençoe”, completou.

Na manhã de terça-feira (12), o pastor fez uma nova transmissão ao vivo pelo Facebook onde, além de pregar a palavra para os seguidores, aproveitou para se desculpar sobre as declarações anteriores.

“Entendo a revolta, entendo isso, da forma de interpretação. Entendo completamente. Mas, na verdade, a palavra que dei não era para as pessoas que são criaturas, mas para os filhos de Deus. Infelizmente, errei nessa parte. Não pequei contra o meu Deus. Aí que era coisa feia. Peço perdão à comunidade, a humanidade, por não entender minha interpretação peço perdão. Não peço desculpas, peço perdão”, falou.

Em seguida ele reforçou que a fala foi enviada para os “mornos”, as pessoas que estão sempre na igreja, mas que não foram convertidos ainda.

“Eu, no lugar de vocês, também me irava, virava a mesa. Vocês estão mais do que certos. Mas me perdoem. Errei por ter dito isso no ar. Errei. Mas há um perdão. Não quero mal de ninguém que está falando mal. Há razão na perseguição, mas que Deus abençoe vocês. Falei para os mornos. A mensagem não foi para as criaturas nem para os filhos, foi para os mornos. Peço perdão e a compreensão”, completou o pastor.

Coronavírus: Senado aprova projeto que suspende cobranças do Fies até 31 de dezembro

Share Button

Por TV Globo

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O Senado aprovou nesta terça-feira (12) o projeto que suspende a cobrança das mensalidades do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) até 31 de dezembro em razão da pandemia do novo coronavírus.

O texto, aprovado em sessão remota, recebeu 75 votos favoráveis e nenhum contrário. A proposta segue para a Câmara dos Deputados.

A data de 31 de dezembro prevista no projeto é a mesma da vigência do estado de calamidade pública, cujo reconhecimento foi proposto pelo governo e aprovado pelo Congresso Nacional.

Segundo a proposta, a suspensão vai valer para estudantes com as parcelas em dia, isto é, que não estiverem com parcelas em atraso, com exceção para a parcela acumulada de 180 dias devida até 20 de março.

De acordo com a proposta, ficam suspensos:

– pagamento das parcelas regulares de todo o saldo devedor;

– juros incidentes sobre o financiamento;

– quitação de parcelas de renegociação de contratos;

– pagamentos devidos pelos beneficiários do programa e pelas mantenedoras das universidades aos bancos para saldar multas por atraso e por gastos operacionais.

Quem optar pelo congelamento das parcelas, não será considerado inadimplente ou descumpridor do contrato. Após o fim do prazo, os valores suspensos serão divididos nas parcelas seguintes.

O texto define que o estudante que dever parcelas poderá aderir a um programa especial de regularização, com a divisão do valor em até 175 vezes.

Paulo Guedes ameaça se demitir caso governo divida Ministério da Economia

Share Button
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Considerado pilar principal do governo Bolsonaro após a saída de Sergio Moro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou a seus secretários que deixará o ministério se ele for dividido pelo Planalto. De acordo com a revista Crusoé, o temor de Guedes é que o governo retire alguma secretaria da sua pasta para transformá-la em um novo ministério e, assim, agradar aos partidos do chamado Centrão. Integrantes do Republicanos dizem que o Planalto ofereceu ao partido o comando da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, vinculada ao Ministério da Economia e comandada atulmente por Carlos da Costa.

Cidade chinesa onde surgiu o novo coronavírus registra 5 novas infecções após reabertura

Share Button

Por G1

Visitantes com máscaras andam pelo parque temático da Disney em Xangai, nesta segunda-feira (11) | Foto: Sam McNei/AP

Visitantes com máscaras andam pelo parque temático da Disney em Xangai, nesta segunda-feira (11) | Foto: Sam McNei/AP

A China informou na segunda-feira (11) cinco novos casos de coronavírus em Wuhan, cidade onde surgiu o novo coronavírus, um dia depois de anunciar a primeira infecção em mais de um mês na cidade. A metrópole de 11 milhões de habitantes ficou em quarentena por mais de dois meses. A China informou um total de 17 novos casos, 10 dos quais são infecções locais. É o segundo dia de um aumento de dois dígitos no número de infecções em um dia. Desde 1º de maio, eles eram mantidos em menos de três por dia. Desses novos casos locais, cinco foram relatados no nordeste do país, perto da Rússia e da Coreia do Norte, levantando temores de novos surtos de contágio. A cidade de Shulan, com cerca de 670 mil habitantes, ficou em quarentena depois de detectar pelo menos 11 casos no fim de semana, de acordo com a TV pública CCTV. O novo vírus infectou quase 83 mil pessoas e causou 4.633 mortes no país, mas não há registros de mortes relacionados com a Covid-19 há quase um mês. A atividade econômica está gradualmente retomando. O parque temático da Disney em Xangai reabriu nesta segunda, enquanto as autoridades deram o aval na semana passada para a reabertura de cinemas e complexos esportivos em todo o país. As visitas serão limitadas e devem ser agendadas com antecedência.

Estudo com hidroxicloroquina não constata melhora de pacientes hospitalizados com Covid-19

Share Button

Por G1

Foto: Reprodução/G1

Foto: Reprodução/G1

Um estudo publicado na revista britânica “The New England Journal of Medicine” investigou a efetividade do tratamento da hidroxicloroquina em pacientes hospitalizados com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. De acordo com os autores, não foram encontradas evidências de que a droga tenha reduzido o risco de entubação ou de morte.

A pesquisa revisada por outros cientistas (pares) antes da publicação foi feita no Presbyterian Hospital, em Nova York, e observou pacientes com teste positivo para o vírus. Todos estavam em um quadro moderado a grave, definido pelo nível de saturação de oxigênio no sangue inferior a 94%. Foram admitidas 1.446 pessoas com a doença entre 7 e 8 de abril de 2020, e 70 delas foram excluídas por já terem recebido alta, morrido ou sido entubadas.

Restaram 1.376 pessoas com Covid-19 para o estudo. Entre elas, 811 (58,9%) foram medicadas por em média 5 dias com a hidroxicloroquina – 45,8% nas primeiras 24 horas após a chegada na emergências do hospital e, 85,9%, nas primeiras 48h. Outros 565 pacientes não receberam o remédio.

No momento de análise dos dados, no dia 25 de abril, 232 pessoas haviam morrido, e 66 precisaram ser entubadas. Outras 1.025 sobreviveram e tiveram alta hospitalar, e 119 ainda estavam em atendimento (24 não foram entubadas). Pacientes com e sem o tratamento apresentaram o mesmo risco de uma piora do quadro, necessidade de entubação e de morte, de acordo com os pesquisadores.

“Nesta análise, envolvendo uma grande amostra de pacientes consecutivos que foram hospitalizados com Covid-19, o risco de entubação ou de morte não foi significativamente maior ou menor entre os pacientes que receberam hidroxicloroquina do que entre os que não receberam”, escreveram os autores.

A hidroxicloroquina e a cloroquina são utilizadas no tratamento contra a malária, doenças reumáticas, entre outras, e têm sido motivo de debate como uma possível solução no tratamento para a Covid-19.

Desempregadas têm auxílio emergencial negado e descobrem ocupar cargo de ‘presidente da República’

Share Button

Por G1 ES

Foto: Reprodução/TV Gazeta

Foto: Reprodução/TV Gazeta

Uma professora de Biologia de Vitória (ES) que está desempregada desde fevereiro foi surpreendida ao pedir o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal e descobrir que na Carteira de Trabalho Digital dela constava um contrato com o cargo de “presidente da República”. Este é o segundo caso semelhante no estado.

A bióloga Amanda Lourenço tem 25 anos e mora com a família no bairro Santa Teresa, em Vitória. Antes de ficar desempregada, Amanda trabalhou dando aulas de Biologia como professora temporária em escolas da rede pública do Espírito Santo. Ela voltaria a dar aulas no fim de março, mas por causa da pandemia o contrato foi suspenso.

Sem trabalhar, ela entrou com o pedido de auxílio emergencial, mas a resposta no aplicativo da Caixa Econômica Federal veio como “inconclusivo”.

“Eu pensei que eu precisava resolver esse problema, porque eu acho que não estava conseguindo auxílio por causa disso. Eu fiz a inscrição no dia 7 de abril. Ficou em análise e no dia 22 de abril deu o resultado ‘inconclusivo’ e eu tive que refazer o cadastro”, relatou.

No cadastro da Carteira de Trabalho Virtual, além de constar que ocupava o cargo de “presidente da República” pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu) do ES, a professora também encontrou outros erros.

O documento diz que ela já trabalhou como carregadora de aeronaves, no Rio de Janeiro, e demolidora de edificações, em Recife.

“Quando eu vi esses erros, eu pensei que estava com muito problema. Porque primeiro estava como presidente da República e depois aparecem dois empregos que eu nunca trabalhei”, revelou Amanda.

Além dela, a mãe também está desempregada. Angelita tomou um susto ao saber do cargo em que a filha estava registrada.

“Eu achei um absurdo. É um erro grosseiro. Da mesma forma que aconteceu com ela, pode ter acontecido com outras pessoas”, relatou a mãe.

Outra ‘presidente’
O mesmo erro aconteceu com a estudante Adeyula Barbosa, de 31 anos, moradora de Vila Velha. Ela teve o pedido de auxílio emergencial negado após a Carteira de Trabalho Digital apontar que ela tem dois empregos em aberto.

Em um deles, a capixaba está registrada com o cargo de “presidente da República” pela Sedu.

Santaluz: Bell Móveis e Eletrodomésticos oferece prêmios, preços e condições de pagamento especiais para o Dia das Mães

Share Button
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Bell Móveis e Eletrodomésticos preparou ofertas e promoções para você comprar o presente da sua mãe, com parcelamentos em até 10x sem juros no cartão de crédito ou no carnê da loja. Além disso, ao adquirir qualquer item da loja durante o mês de maio, o cliente recebe cupom para concorrer a vales-compra no valor de R$ 200 e ganha brindes da Tramontina — brindes com estoque limitado.

Confira as ofertas especiais:

WhatsApp Image 2020-05-07 at 07.25.36

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Após ação, Justiça determina que Caixa organize filas no entorno das agências

Share Button

Por G1 BA

Foto: Djalma Vassão

Foto: Djalma Vassão

Após ação impetrada pelo Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), a Justiça Federal determinou que a Caixa Econômica Federal utilize seus colaboradores no reforço de medidas para evitar aglomerações nas agências e na organização das filas que se estendem para fora delas.

Na decisão, proferida na terça-feira (5), é dado o prazo de cinco dias para adoção da medida, sob pena de multa diária a ser definida.

Segundo a Justiça, a Caixa deve orientar os seus colaboradores – sejam vigilantes, recepcionistas ou servidores – para que façam uma triagem ou atendimento prévio no início das filas formadas no entorno das agências. O objetivo é que a equipe do banco possa, desse modo, orientar a população, especialmente, sobre quais serviços não precisam de atendimento presencial.

Além disso, os colaboradores devem organizar as filas seguindo as normas sanitárias de prevenção ao contágio e a orientação sobre o distanciamento entre as pessoas. De acordo com a decisão, a força policial local poderá ser requisitada no caso de a agência não conseguir conter a aglomeração, mesmo com a implementação dessas medidas.

Na liminar, a Justiça apontou que, “diante do grave risco de contágio nas aglomerações de pessoas, e em razão das extensas filas formadas nos entornos das agências bancárias destinarem-se exclusivamente ao atendimento bancário, cabe à Caixa intervir na organização das referidas filas”. A decisão também destaca que o banco ainda não conseguiu comprovar que está utilizando efetivamente seus colaboradores no controle ou na redução das filas de atendimento.

Grávida é presa em barreira sanitária na Bahia transportando 30 kg de maconha

Share Button
Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP

Uma mulher grávida de oito meses foi presa, na tarde de segunda-feira (4), após ser flagrada com 30 kg de maconha em uma barreira sanitária na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), equipes do TOR da Companhia Independente de Polícia Rodoviária (CIPRv) de Brumado, juntamente com integrantes da Secretaria Estadual de Saúde, fiscalizavam a circulação de ônibus intermunicipais, quando decidiram parar um veículo que tinha saído da cidade paulista de Osasco, com destino ao município de Natal, no Rio Grande do Norte. Durante abordagem os militares notaram o nervosismo da mulher e decidiram checar a bagagem da passageira. Em uma mala de cor cinza foram encontrados 29 tabletes de maconha prensada. Conforme a SSP, a mulher informou que entregaria os entorpecentes na cidade de Aracaju, capital de Sergipe. A mulher e as drogas foram apresentadas no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) de Vitória da Conquista.

Notícias de Santaluz

Bento XVI reclama de tentativas de silenciá-lo e ataca o casamento gay

Share Button

Por France Presse

Imagem do papa Bento XVI quando ainda estava no Vaticano | Foto: AP

Imagem do papa Bento XVI quando ainda estava no Vaticano | Foto: AP

O papa emérito Bento XVI, conhecido por sus posições tradicionalistas, afirma que seus opositores desejam calar sua voz e volta a criticar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em uma biografia autorizada publicada nesta segunda-feira (4) na Alemanha. Joseph Ratzinger, 93 anos, alega ser vítima de uma “distorção maligna da realidade” no livro que recebeu o título “Bento XVI – Uma Vida” e que inclui várias entrevistas, de acordo com os trechos publicados pela imprensa alemã e pela agência de notícias DPA. “O espetáculo de reações vindas da teologia alemã é tão equivocado e mal-intencionado que eu prefiro não falar sobre isto”, afirma. “Prefiro não analisar as razões reais pelas quais as pessoas desejam silenciar minha voz”, completa. Na biografia publicada nesta segunda-feira, Bento XVI reitera a oposição ao casamento gay. “Há um século seria considerado absurdo falar sobre casamento homossexual. Hoje, quem se opõe a ele é excomungado da sociedade”, afirma. “Acontece a mesma coisa com o aborto e a criação de vida humana em laboratório”, completa. Ele afirma que, por isso, é “apenas natural” que as pessoas “temam o poder espiritual do anticristo”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia