Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Alan Santos/PR

O ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, assumiu que recebeu convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir um cargo em seu governo. A declaração foi feita durante entrevista para a Caraíbas FM, em Irecê.

Neto falou sobre o assunto quando comentou sobre a decisão do seu então aliado João Roma (Republicanos) de ir para o Ministério da Cidadania, o que provocou o rompimento entre os dois.

“Eu, de fato, não esperava que João Roma tivesse tomado a posição que tomou, de ter aceitado ser ministro naquele momento. Eu não concordava com aquilo. Eu fui sondado no final do ano passado para assumir um cargo do governo Bolsonaro, eu não quis. Me ofereceram indicar ministro, indicar outros cargos, eu não tenho ninguém indicado no governo (Bolsonaro), porque eu sabia que, no momento que eu indicasse alguém para o governo Bolsonaro, eu ia lhe validar aquilo com que eu não queria fazer, e depois ia perder minha independência”, disse o democrata.

A fala contradiz o que Neto respondeu ao ser questionado, em entrevista coletiva em dezembro de 2020, já no final do seu mandato, sobre o suposto convite feito por Bolsonaro.

“Não há hipótese de eu pleitear cargo, não fui convidado para ocupar cargo no governo, esse convite não existiu e não existirá, por um simples motivo: todos sabem quais são os meus planos para 2021”, disse o ex-prefeito na época.