LM_Dola_protesto_contra_Cunha_Foto_Lula_Marques_001

Foto: Lula Marques/ AGPT (04/11/2015)

A possibilidade de o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), fazer delação premiada é vista como blefe por seus aliados. O rumor surgiu depois da perda do peemedebista no Conselho de Ética, o que poderia atingir o coração do governo interino de Michel Temer (PMDB). De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, um dos interlocutores próximos do parlamentar disse que Cunha ainda vê espaço para atuação política na tentativa de reverter a decisão do conselho. “Se nada der certo e a mulher dele [Claudia Cruz] for presa, ele for preso, seus bens permanecerem indisponíveis, aí, sim, ele pode partir para a delação. Quem não faria a mesma coisa?”, analisou. Segundo o aliado, Cunha teria um “contêiner de documentos” para apresentar à Justiça.