Share Button

Por G1 Rio e RJ2

Variante delta se torna predominante em testes realizados no estado do Rio | Foto: Getty Images via BBC

A variante delta já é a mais encontrada nas amostras coletadas em pacientes do estado do Rio de Janeiro com Covid-19. O relatório da Secretaria Estadual de Saúde foi publicado nesta segunda (16). Segundo análise da Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde (SVAPS), 60,3% das 360 amostras coletadas entre os meses de junho e julho eram da variante Delta e 33,8%, da variante Gamma. O secretário estadual de Saúde do RJ, Alexandre Chieppe, disse que o Ministério da Saúde já deveria começar a se planejar para aplicar uma terceira dose de vacina, principalmente em idosos. Na sexta-feira passada (13), o G1 mostrou um documento interno da Secretaria Estadual de Saúde avaliando a capital como “epicentro da delta” em todo o país. A variante é mais contagiosa que as outras. No domingo (15), a taxa de ocupação de UTIs era de 100% nas cidades de Belford Roxo, Bom Jesus do Itabapoana, Cantagalo e Miracema. Na capital, cinco pacientes esperavam na fila por um leito na manhã de domingo. A taxa de ocupação era de 95%, situação que a Fiocruz classificou como “muito crítica” na semana passada.