ESPN.com.br
622_31212c0d-2c1a-384e-ab73-c0fd7c1174f9

Bisping acerta Anderson: inglês vence o brasileiro em decisão discutível dos juízes | Foto: Getty Images

São 40 de idade, mas Anderson Silva ainda é o mesmo. E não aprendeu muito com o passado. O brasileiro até ‘nocauteou de mentira’, mas acabou exagerando na brincadeira, deixou de ir para cima em busca de um ‘nocaute de verdade’ e acabou derrotado por Michael Bisping na decisão unânime dos jurados. O lance decisivo, porém, veio nos segundos finais do terceiro assalto. Enquanto reclamava que havia perdido o protetor bucal, Michael Bisping tomou uma joelhada na cara e já caiu apagado no chão. O juiz Herb Dean, porém, não parou o combate. Spider saiu imediatamente para comemorar, mas o round havia acabado, e a luta teve que continuar. Anderson acabou o combate muito irritado. “Quero agradecer a todos que vieram aqui assistir ao combate. Estou feliz por estar de volta em Londres. Obrigado a todos do meu time. Brasil, não tem como vencer, eles tiram, vocês viram. Missão cumprida, às vezes, não. É que nem no Brasil, corrupção total”, reclamou. Com reclamações ou não, o ‘maior de todos os tempos’ agora não vence uma luta desde outubro de 2010. Desde então, ele perdeu duas vezes para Weidman – a segunda com a perna quebrada, foi pego no doping e teve o triunfo contra Nick Diaz transformado em No Contest e acabou batido por Michael Bisping neste sábado. O cartel, que era perfeito no UFC, sofre um enorme baque.