Share Button

Por O Globo

Foto: Isac Nóbrega/PR

Incomodado com as críticas ao governo no combate à pandemia da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (22) que ainda não foi convencido a mudar de postura em relação ao tema.

“Devo mudar meu discurso? Me tornar mais maleável? Devo ceder, fazer igual a grande maioria está fazendo? Se me convencerem do contrário, eu faço. Mas não me convenceram ainda. Devemos lutar contra o vírus, e não contra o presidente”, disse Bolsonaro.

O presidente também disse que setores da sociedade o pressionam a decretar lockdown e que, se houvesse comprovação de que a medida acabaria com o vírus em 30 dias, ele aceitaria:

“Se ficar em lockdown em 30 dias e acabar com vírus eu topo, mas sabemos que não vai acabar”, afirmou.

“Temos que nos preocupar com vidas, sim, mas também com empregos. Uma pessoa desempregada pode ter problemas que levam ao óbito. Vamos buscar uma melhor maneira de atender a população? Vamos. Parece que só no Brasil está morrendo gente. Lamento o número de mortes, qualquer morte. Não sabemos onde isso vai acabar, se vai acabar um dia. Vamos ficar fechados até quando? Estou preocupado com vidas, sim”, disse Bolsonaro.