Share Button
7bb03i8j27_231ti65wwd_file

Acidente vitimou mais de 70 pessoas em Mendellin, na Colômbia | Foto: Fredy Builes/29.11.2016/Reuters

Em entrevista à “Blu Rádio”, Juan Diego Gómez, um dos bombeiros que trabalhou no resgate das vítimas da queda do avião que levava a Chapecoense para a Colômbia, informou que mais pessoas haviam sobrevivido à queda – mas não resistiram aos ferimentos. Segundo Gómez, 10 pessoas foram socorridas, mas apenas sete conseguiram ser levadas para hospitais da região. De acordo com informações da agência Ansa, uma dessas pessoas, era um membro da comissão técnica, que não teve o nome revelado, e o piloto, Miguel Luis Quiroga. “Eu pude resgatar Miguel Luis, mas ele logo faleceu”, contou o bombeiro. Das sete pessoas salvas, seis ainda estão hospitalizadas. O goleiro Danilo chegou a ficar algumas horas no centro médico, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. O resgatista ainda informou que um menino de “cerca de 15 anos que nos guiou” até o lugar do acidente e que um jovem ajudou nos resgates. “Quando chegamos, o menino não estava e quando começamos a resgatar os corpos, ele apareceu”, disse Gómez.Agora, a imprensa local tenta saber quem era o menino que ajudou os socorrista