Share Button

Por G1

Foto: Leonardo Benassatto/Reuters

O Instituto Butantan anunciou a criação da Butanvac, nova candidata a vacina contra a Covid-19, e disse que pedirá autorização à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda nesta sexta-feira (26) para iniciar os estudos clínicos em voluntários. A expectativa do Instituto é a de que, uma vez obtida a autorização, os testes possam ser realizados já em abril. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que autorizou o início da produção em maio e projetou o início da vacinação em julho deste ano. O diretor do Butantan, Dimas Covas, defende que a vacina faz parte de uma nova geração de imunizantes, e acredita que a fase de teses possa ser mais rápida, o que permitiria iniciar a vacinação no curto prazo. Ele explicou que o desenvolvimento da Butanvac já levou em conta a variante brasileira, P1, e que o imunizante demonstrou oferecer uma resposta imune maior do que as vacinas atuais. “Nós aprendemos com as vacinas anteriores, já sabemos o que é uma boa vacina contra a Covid-19. Essa será uma vacina de segunda geração, mais imunogênica”, disse o diretor.