ad45bd6d-ab76-44a5-8bf5-f6d0f08140c4

Na manhã desta quinta-feira (07), em Serrinha, o Décimo Sexto Batalhão de Polícia Militar (16° BPM) lançou oficialmente o Projeto Vigilância Participativa, durante evento realizado na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Município. A cerimônia, que contou com a presença de comerciantes, autoridades e membros da imprensa local, foi presidida pelo Tenente Coronel PM Gilson Paixão, Comandante do Batalhão, que estava acompanhado  do Subcomandante do 16° BPM e do Comandante da Segunda Companhia, além de outros  policiais da Unidade, oficiais e praças. Também esteve presente no evento o Aspirante Alexandre César, representando o Batalhão Rodoviário da PM.

De acordo com o Tenente Coronel, o Projeto Vigilância Participativa chega em Serrinha como mais uma ferramenta de fortalecimento da filosofia de Polícia Comunitária no âmbito do 16° BPM, uma vez que promove a ideia de um policiamento voltado para o problema, enaltecendo a premissa básica do policiamento ostensivo, a prevenção.

b64d7c1b-a809-45f5-9c3f-0a82e32b92a3

O Vigilância Participativa, que já é desenvolvido pela Polícia Militar desde o ano de 2015 em Salvador, passou por algumas adequações, para melhor atender à realidade da comunidade serrinhense. Inicialmente o projeto está sendo aplicado no Centro Comercial da Cidade. Em Serrinha, o Projeto busca dotar os comerciantes e comerciários de conhecimentos técnicos relativos à prevenção dos crimes mais  comuns em regiões comerciais, e, assim, torná-los protagonistas na segurança da comunidade, permitindo que sejam efetivamente auxiliares no trabalho realizado pela PM.

Assim como em Salvador, em Serrinha o projeto também lança mão da tecnologia a serviço da prevenção, na medida em que aproveita câmeras de segurança dos estabelecimentos privados, que, somadas àquelas do videomonitoramento público, podem identificar situações suspeitas. Oito câmeras Speed Dome serão instaladas no Município de Serrinha pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

1c6fd5da-f8c9-4d60-b25a-7193de6c4ed0

O projeto incentiva os comerciantes a investirem em sistemas de videomonitoramento, seja implantando (aqueles que ainda não possuem) ou aprimorando os sistemas já existentes, substituindo câmeras analógicas por digitais, por exemplo. Durante o lançamento, os comerciantes e comerciários receberam cartilhas com orientações e números de telefones para serem utilizados no dia a dia. O Projeto também diminui o tempo de resposta aos chamados, uma vez que o cidadão, além do número de emergência, agora tem contato direto com os policiais de serviço.

Ascom 16° BPM – Fotos: Adryano Ferreira