Do Bahia Notícias
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.sOzW7R_TDf

Foto: Reprodução/Sinspeb-ba

Os agentes penitenciários do Conjunto Penal de Feira de Santana utilizaram recursos próprios para aumentar o muro do presídio e inibir as tentativas de fuga de internos. “Pela altura atualmente projetada, só bastava que um interno colocasse outro em seus ombros, para conseguir transpô-lo e fugir por um vasto matagal que possibilita se esconder dos policiais que fazem a guarda nas guaritas” informa uma nota Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb). O investimento foi feito após acordo com o diretor do Conjunto, Edmundo Memeri Dumet, que salientou que foi uma antecipação de algo que seria feito pelo Governo do Estado e que a ação deles não foi negada pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap). O sindicato também se queixa sobre um matagal que circunda a unidade, que seria tão alto a ponto de ser “capaz de cobrir qualquer pessoa” e que os funcionários pensam na possibilidade de investir na terminação do refeitório, cujas obras ainda não foram concluídas.