Share Button

Por G1

O funcionário terceirizado completou 33 anos no dia da tragédia | Foto: Henrique Coelho/G1

O funcionário terceirizado completou 33 anos no dia da tragédia | Foto: Henrique Coelho/G1

O que era para ser um final de semana de comemoração em família virou tragédia no rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na última sexta-feira. Duane Moreira de Souza, que será enterrado nesta terça-feira (29), fez aniversário de 33 anos no mesmo dia em que rejeitos encobriram o local onde trabalhava. Uma tia, que completou 56 anos no domingo, está entre os desaparecidos: Eva Maria de Matos trabalhava como funcionária terceirizada no refeitório que foi soterrado pela lama no rompimento da barragem. “Ele estava fazendo 33 anos naquele dia. E eu até conversei com ele no dia anterior: ‘Vai trabalhar no dia do aniversário’? Ele disse: ‘fazer o que, né’?, afirmou Jessica Souza Matos, de 29 anos, irmão de Duane. “Só aí são dois parentes. Isso é total irresponsabilidade da Vale. Como é que deixa um refeitório logo embaixo da barragem?”, questionou ela, chorando em seguida. Ao serem informados que cinco engenheiros foram presos em operação nesta terça feira, ela e o pai de Duane, Valdemar, diz: “Graças a Deus”. O corpo chegou para o velório às 8h40 e será enterrado nesta terça no cemitério municipal. Duane deixa esposa e três filhos: uma de 18, outra de 16 e o caçula, de 3 anos.