Share Button

Por G1 BA e TV Bahia

Foto: Reprodução / TV Bahia

A professora Nanci Silva, de 35 anos, só conheceu a filha quase cinco meses após o parto, por causa do tratamento contra Covid-19, após ter alta médica do Hospital Português, em Salvador. Nesse intervalo de tempo, ela chegou a usar uma terapia chamada ECMO – Oxigenação por Membrana Extracorpórea, por 45 dias.

“Foi uma emoção muito grande pegar ela no colo pela primeira vez depois de quase cinco meses que eu dei a luz”, disse Nanci Silva, emocionada.

A chegada de Nanci Silva na casa onde mora, no bairro da Boca do Rio, em Salvador, foi registrada em vídeo por moradores e foi cercada de emoções.

Ainda com todos os cuidados, por causa do tempo de internação, a mãe de Alice, que já estava em casa, chegou em uma ambulância e foi recepcionada pelos vizinhos, que comemoraram bastante a chegada dele.

Em entrevista ao Bahia Meio Dia, programa da TV Bahia, Nanci Silva contou que começou a sentir falta de ar um dia após o parto. A mãe de Alice foi diagnosticada com Covid-19 e levada para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português.

“Assim que eu pari, no outro dia comecei a sentir falta de ar e já fui direto para UTI com 50% do pulmão tomado”, contou.

A doença se agravou e Nanci Silva, que não tem comrbidades, precisou usar um pulmão artificial, conhecido como ECMO, o mesmo utilizado pelo ator Paulo Gustavo. Ao todo, foram quatro meses de 14 dias internada na unidade de saúde.

“Agravou, eu tive duas paradas cardíacas, de oito minutos cada, e tive que ficar na ECMO por 45 dias”.

Com a alta médica de Nanci Silva, o marido da baiana, o motorista Gilvan dos Santos, respira aliviado e vai contar com a ajuda da esposa para cuidar dos dois filhos do casal, Tiago e Alice.

“Foi muita luta, muita fé, o que salvou ela foi a nossa fé e a ciência. Agradeço a todos que oraram por ela, ao grupo de oração que nós fizemos, ao pessoal do Hospital Português, os médicos, os enfermeiros, técnicos, todos”, agradeceu o marido de Nanci.

A professora também, bastante emocionada, agora vai terminar de se recuperar em casa.

“Eu realmente posso dizer hoje que eu sou um milagre de Deus”, afirmou.