2014 11 06 Pneus

Foto: Reprodução/MP-BA

O Ministério Público estadual, cumprindo uma decisão judicial, apreendeu nesta quarta-feira (5), cerca de dez toneladas de pneus que estavam abandonadas num imóvel particular no povoado de Curral Velho, em Miguel Calmon. A decisão atendeu a um pedido formulado pelo promotor de Justiça Pablo Almeida com o objetivo de evitar a proliferação de mosquitos e insetos que possam comprometer o êxito das ações de prevenção e combate à transmissão da dengue e do chukungunya. “A decisão é importante para preservar a saúde da população local”, destacou Pablo Almeida, acrescentando que “entre 2001 e 2011 houve 1483 notificações de dengue em Miguel Calmon e, em 2014, o município já registrou um casos suspeito de febre chikungunya”.

No pedido, o promotor de Justiça relatou ainda que a Vigilância Epidemiológica Municipal recebeu uma reclamação dando conta da existência de um grande número de pneus abandonados irregularmente no local conhecido como ‘pista de corrida’ no povoado de Curral Velho. Segundo o MP, num primeiro contato com o proprietário do local, ele teria se comprometido a retirar os pneus, o que não ocorreu, conforme constatado em uma segunda vistoria. Procurado uma segunda vez, o proprietário afirmou que “em virtude do investimentos” que teria feito, “não iria se desfazer dos pneus”, mantendo, assim, cerca de dez toneladas de pneus “ao ar livre, com a presença de água acumulada e com a existência de larvas de possíveis vetores de dengue e chikungunya”. Como o material apreendido estava em propriedade privada, o MP pediu e a Justiça concedeu o alvará autorizando a retirada dos pneus.

A iniciativa do Ministério Público da Bahia envolveu agentes da Vigilância Sanitária e da Secretaria Municipal de Administração e Limpeza Pública da cidade.

Redação Notícias de Santaluz