Share Button

Do G1 PR

hashtag02

PF conduz suspeitos presos na primeira fase Operação Hashtag, em julho | Foto: Mario Angelo/Sigmapress/Estadão Conteúdo

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta sexta-feira (16) oito suspeitos de envolvimento em atos de recrutamento e promoção de organização terrorista. O grupo foi identificado pela Operação Hashtag, antes da Olimpíada do Rio de Janeiro neste ano. Todos estão presos temporariamente na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS), conforme o MPF.  Na denúncia, o procurador Rafael Miron pede que os suspeitos fiquem detidos preventivamente. Os suspeitos são acusados de crimes como promoção de organização terrorista, associação criminosa, incentivo de crianças e adolescentes à prática de atos criminosos e por recrutamento para organização terrorista. As prisões da Hashtag foram as primeiras feitas com base na nova lei antiterrorismo, sancionada em março deste ano. Também foram as primeiras detenções por suspeita de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico, que atua no Oriente Médio, mas tem cometido atentados em várias partes do mundo.