1470670_626944670703769_1944592907_n

A mãe do menino de cinco anos que foi levado à força na véspera de natal da residência dos avós maternos em Riachão do Jacuípe, a 186 km de Salvador, está sem falar com o filho há três semanas. Patrícia Carvalho, de 31 anos, acusa o pai da criança de ter retirado o filho de casa usando homens armados no dia 24 de dezembro. José Naécio de Matos, pai do menino, que mora em São Paulo, nega e afirma que tem a guarda da criança. Os dois alegam que conseguiram autorização da Justiça para ficar com a mesma criança. Eles disputam o direito de ficar com o garoto. Em uma das varas de família, em Salvador, Patrícia conseguiu convencer a Justiça a manter o filho com ela. Já na Justiça de São Paulo, o pai também conseguiu a guarda provisória. Enquanto a Justiça não define o destino do garoto, ele permanece na casa do pai, em São Paulo, e a mãe afirma que não consegue falar com o filho desde que ele foi retirado de casa há três semanas. Com informações do G1.