WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

Gil Lingerie e Confecções


Santaluz: exposição sobre arte da cantaria apresenta trabalho da família Boaventura Abreu

DSC_0008

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

A exposição ‘A arte da Cantaria: uma exposição da Família Boaventura Abreu, de Santa Luz-BA’, em homenagem a Boaventura Abreu, mestre no ofício da cantaria – arte de quem trabalha com pedra -, foi aberta na noite desta sexta-feira (2), no Auditório Lindaura Carneiro Araújo, em Santaluz. A mostra reúne os trabalhos desenvolvidos há mais de 50 anos pela família de canteiros, através da exposição de telas e objetos do rico acervo da família Boaventura Abreu. A exposição também homenageia o mestre Aurelino Lopes, pioneiro da arte da cantaria em Santaluz.

DSC_0002

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

Para a cerimônia de abertura, foram convidados os professores doutores Silvia Pimenta d´Affonsêca, Mário Mendonça de Oliveira, Luiz Carlos Botas Dourado e José Dirson Argolo, especialistas em restauração e docentes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), além do geólogo Ailton Roque Carvalho de Medina, representante da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), entre outros, que compuseram uma mesa temática juntamente com o presidente da Rádio Comunitária Santa Luz FM, Givaldo do Carmo Souza e os curadores da exposição, professora mestra Maria Amélia Silva Nascimento e professor Manoelito Carneiro das Neves. A solenidade contou ainda com apresentações culturais.

DSC_0065

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

De acordo com a professora Maria Amélia, o objetivo da exposição é despertar na sociedade um olhar mais amplo sobre o trabalho realizado pelos canteiros. “A cantaria é uma arte, porém, os canteiros tem seu trabalho um tanto quanto ainda desconhecido, pois, a maioria das pessoas acha que estes profissionais trabalham somente na extração da pedra, quando na verdade, os que se empenham no ofício da cantaria, tem papel fundamental no processo de preservação do patrimônio arquitetônico e cultural existente em todo o mundo. Através dessa homenagem à família Boaventura Abreu, que tem seu trabalho reconhecido pela Universidade Federal da Bahia, pretendemos trazer à tona a importância da cantaria, para que as pessoas passem a reconhecê-la como a arte que ela realmente é”, afirma. Segundo a professora, será lançado em breve um livro com o mesmo título da exposição.

DSC_0011

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

“Esse projeto vem evidenciar grandes nomes da cantaria luzense, representados, nesta ocasião, pela família Boaventura Abreu. É uma honra ter, em um momento tão importante como esse, a presença de autoridades acadêmicas da UFBA, que além de tudo são referências internacionais na arte do restauro e da arquitetura, e estão aqui hoje para legitimar e enaltecer o ofício da cantaria luzense”, avalia o professor Manoelito.  

DSC_0032

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

“Esta exposição é importante para que os cidadãos luzenses possam conhecer o trabalho e a arte da nossa família, que é mais reconhecida lá fora, sobretudo em Salvador, onde realizamos trabalhos importantes há várias décadas, do que em nossa própria cidade. Uma oportunidade de contemplar, através das telas e dos objetos, obras existentes em todo o cenário nacional e principalmente na capital baiana, a exemplo do túmulo de Irmã Dulce, que poucas pessoas sabem que foi confeccionado pela nossa família. O importante é que as pessoas, a partir dessa visita, possam estar com o olhar mais voltado para  arte da cantaria e saiba que tudo isso é fruto da nossa terra, faz parte da riqueza natural do nosso município”, comenta o funcionário público Marivaldo Abreu, sétimo filho de Boaventura Abreu. Ele atualmente é professor, mas se considera canteiro por aptidão, tendo executado diversos trabalhos no ofício da cantaria e na arte da restauração.

DSC_0023

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

Em cartaz até 9 de setembro, a exposição realizada com o apoio da Santa Luz FM é gratuita e fica aberta a visitantes das 08h às 11h10; 13h às 16h30 e das 19h às 21h. As visitas são monitoradas por um grupo de estudantes do Colégio Estadual José Leitão, Centro Educacional Nilton Oliveira Santos, Colégio Ação e do Centro Estadual de Educação Profissional do Campo Paulo Freire.

DSC_0044

Foto: Lucas Nikson/ Notícias de Santaluz

Sobre o mestre ‘Ventura’
Natural de Santaluz, Boaventura Abreu nasceu em 14 de julho de 1934, numa família de onze irmãos. Quando adulto, Ventura, como era conhecido, desempenhava o ofício de marceneiro, mas deu seus primeiros passos na cantaria quando ainda era menor, ao integrar a equipe do mestre Aurelino Lopes. A partir década de 1980, o mestre ventura deu início a construção do seu grande legado, tendo realizado trabalhos importantes como a restauração do Mercado Modelo, em Salvador, do Solar Bercó, também na capital baiana, e vários outros projetos que o tornaram reconhecido nacionalmente. Casado desde os 25 anos de idade com Ângela Santos Matos, com quem teve sete filhos, sendo quatro homens e três mulheres, Boaventura morreu em 14 de outubro de 2015, aos 81 anos de idade, em Santaluz.

Redação Notícias de Santaluz

Confira a galeria de fotos abaixo:

3 respostas para “Santaluz: exposição sobre arte da cantaria apresenta trabalho da família Boaventura Abreu”

  • JOSE PLINIO DE OLIVEIRA disse:

    POVO DE DEUS DE SANTA LUZ! Essa Arte provém da mais elevada expressão clássica – salvo engano – depois de Atenas, Carrara na Itália celebrizou-se com essa Arte. Não seria o caso de Santa Luz, Paraíso das Rochas do Semiárido Baiano, instituir uma Escala da Arte de Cantaria?

    José Plínio de Oliveira

    • Maria Amélia disse:

      Prezado Senhor, José Plínio.

      Muito bom saber que pessoas distantes estão atentas aos acontecimentos da nossa cidade, principalmente no que tange o enaltecimento da cultura.
      Então, sou uma das pessoas responsáveis pelo projeto e curadoria da exposição e sua ideia tem sido uma das nossas falas sobre a importância de uma escola de Cantaria, para que posam ser formados novos mestres para atuar no ofício do canteiro.

  • Antonio Ailton (Titiça) disse:

    Conheci o trabalho do mestre ventura na minha infancia a mais a quase quarenta anos atras. A 25 anos moro em Brasilia, mas sempre reverenciei este mestre. Tenho na minha mesa trabalho um porta caneta com meu nome, obra de arte do mesre Ventura.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia