Share Button

Do G1 BA

Morte de macacos deixa alerta sobre presença da doença na região | Foto: Reprodução/ Pixabay

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) divulgou, nesta quarta-feira (29), que foi confirmado o primeiro caso de febre amarela em macaco na capital baiana. O animal foi encontrado morto no bairro de Vila Laura. Outras duas notificações em macacos foram registradas na cidade de Alagoinhas, a 120 km de Salvador, no início do mês. Por conta do caso no animal – que não é transmissor da doença -, a Sesab afirmou que, em conjunto com o município, definiu nova estratégia de combate ao controle do vírus em Salvador. Os detalhes das medidas serão apresentados em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira. Segundo o último boletim da Sesab, até 14 de fevereiro deste ano, foram notificados 14 casos suspeitos de febre Amarela em oito municípios (1- Itiúba; 4 – Coribe; 1- Itamaraju; 1- Mucuri; 1-Nova Viçosa; 3 -Teixeira de Freitas; 1- Ilhéus; 1- Feira de Santana; 1- residente no estado de Alagoas). A Sesab informou que dois foram descartados laboratorialmente em Mucuri e um Teixeira de Freitas. Doze casos permanecem em investigação. Os residentes de Coribe e Itiúba são da zona rural.