Share Button

Por G1

O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) (Foto: Pedro França/Agência Senado

O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) | Foto: Pedro França/Agência Senado

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou nesta terça-feira (13) que deverá levar a julgamento na próxima terça (20) o pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Além do pedido de prisão, apresentado pela Procuradoria Geral da República (PGR), a Primeira Turma do STF deverá examinar um pedido da defesa de Aécio para que ele retorne ao exercício do mandato, do qual foi afastado em maio deste ano, por determinação do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato. A prisão e afastamento de Aécio foram pedidos para evitar que ele atrapalhasse as investigações. O senador é acusado de obstrução da Justiça, corrupção e participação em organização criminosa. Nesta terça, a Primeira Turma do STF negou, por 3 votos a 2, a soltura de Andrea Neves, irmã de Aécio presa no dia 18 de maio. A maioria considerou que ainda havia risco de cometimento de novos crimes e decidiu manter a prisão preventiva, decretada antes de um julgamento sobre as acusações. Relator do pedido de liberdade, Marco Aurélio votou pela soltura, mas ficou vencido.