Share Button

Por BBC News

Foto: Myke Sena/MS

A cientista que liderou a criação do imunizante de Oxford contra covid disse que vacinar todas as pessoas com terceira dose é desnecessário. Ela também fez um apelo para que as doses sejam enviadas para países necessitados. A professora Sarah Gilbert, que começou a desenvolver a vacina Oxford-AstraZeneca no início de 2020, quando a covid foi identificada pela primeira vez na China, disse ao jornal britânico Daily Telegraph que a decisão sobre doses de reforço precisa ser analisada com cuidado. “Vamos examinar cada situação; os imunocomprometidos e os idosos receberão reforços. Mas não acho que precisamos dar reforço para todo mundo. A imunidade está durando bastante na maioria das pessoas”, afirmou. “Precisamos levar vacinas para países onde poucas pessoas foram vacinadas até agora”, ressaltou a cientista. O órgão consultivo de vacinas do Reino Unido deve dar nos próximos dias um parecer final sobre doses de reforço no país. O Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI, na sigla em inglês) já disse que uma terceira dose deverá ser oferecida a pessoas com sistema imunológico enfraquecido, o que corresponde a até meio milhão de pessoas no Reino Unido. Mas o comitê ainda não decidiu se a terceira dose será ampliada para outros grupos.