WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque2’

Maia quer aprovar reforma da Previdência na Câmara em dois meses

Share Button

Por Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reafirmou na segunda-feira (29) que trabalha para aprovar a reforma da Previdência na Casa até o fim do semestre. Acompanhado do presidente da comissão especial, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), e do relator da proposta, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), ele reuniu-se com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no início desta noite. Maia disse, no entanto, que não dependerá apenas dele encaminhar a reforma ao Senado no segundo semestre. Ele acrescentou que a comissão especial definirá um cronograma de trabalho nos próximos dias e cobrou empenho da base aliada para acelerar a tramitação do texto. “Na Câmara, o meu trabalho é que a gente consiga terminar essa matéria no primeiro semestre. Se a gente vai conseguir ou não, não depende da nossa vontade. Se o governo colocar quórum toda segunda e sexta, você, em duas semanas e um dia, tem 11 sessões. Não vai ser em 11 sessões que [o texto] vai ser votado. [A gente] precisa dos meses de maio e de junho. Na minha vontade, no máximo em dois meses, a gente encaminha a proposta ao Senado para votar no segundo semestre”, declarou.

Governo Bolsonaro bloqueia 30% do orçamento da Universidade Federal da Bahia

Share Button
Assalto aconteceu na Federação e assaltante fugiu até o campus da universidade em Ondina | Foto: Reprodução/ TV Bahia

Foto: Reprodução/ TV Bahia

O Ministério da Educação bloqueou 30% do orçamento da Universidade Federal da Bahia (Ufba), da Universidade de Brasília (Unb) e da Universidade Federal Fluminense (UFF), segundo a coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo. Em nota, o MEC informou que “estuda os bloqueios de forma que nenhum programa seja prejudicado e que os recursos sejam utilizados da forma mais eficaz. O Programa de Assistência Estudantil não sofreu impacto em seu orçamento”. Ao jornal Estado de São Paulo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que universidades que, em vez de “procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia, terão verbas reduzidas”. De acordo com Weintraub, as universidades têm permitido que aconteçam em suas instalações eventos políticos, manifestações partidárias ou festas inadequadas ao ambiente universitário. “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”, disse. Ele deu exemplos do que considera bagunça: “Sem-terra dentro do campus, gente pelada dentro do campus”. O reitor da Ufba, João Carlos Salles, disse, nesta terça-feira (30), que o bloqueio é “injustificável” e prometeu tomar “as medidas cabíveis”. “É injustificável (a medida). Não parece ser justificável. Nós vamos tomar medidas cabíveis para reverter essa decisão. Vamos dialogar com o Ministério para entender as motivações, porque nós temos um desempenho acadêmico excelente. Temos ensino de qualidade, produção de conhecimento e relacionamento com a sociedade”, declarou Salles, em entrevista ao Bahia Notícias.

Petrobras aumenta gasolina pela segunda vez em seis dias

Share Button

Reuters

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Petrobras anunciou na noite desta segunda-feira (29), aumento médio de R$ 0,07 (alta de 3,5%) no preço do litro de gasolina nas refinarias. O último reajuste havia sido no dia 23. A partir desta terça-feira (30), o combustível passará a custar em média 2,0450 reais por litro, maior valor desde outubro de 2018. Em menos de uma semana, a estatal já reajustou o combustível em 5,7%. Na ocasião do último reajuste, os importadores de combustíveis criticaram o aumento, dizendo que ele havia sido pequeno e que não cobria a defasagem acumulada em um período de alta das cotações internacionais do petróleo. O repasse dos valores aos consumidores finais, nos postos, depende de diversos fatores, como impostos, margens de distribuição e revenda, além de misturas obrigatórias de biocombustíveis, dentre outras questões.

Conta de luz terá cobrança extra em maio, informa Aneel

Share Button
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (26) que a conta de luz terá cobrança extra em maio. De acordo com a agência, a bandeira tarifária passará da cor verde em abril, na qual não há cobrança extra, para a cor amarela no mês que vem. Desde dezembro, a bandeira era mantida verde, e não havia cobrança extra. Com isso, será cobrado R$ 1 a mais na conta a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Segundo a Aneel, embora a “previsão hidrológica” para o mês que vem indique “tendências de vazões próximas à média histórica”, o patamar de produção hidrelétrica “reflete a diminuição das chuvas”. Na prática, com esse cenário, o custo de geração de energia aumenta.

Mulher é presa suspeita de chefiar quadrilha de tráfico de drogas e homicídios no norte da Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Polícia Civil

Foto: Polícia Civil

Uma mulher de 40 anos foi presa na manhã desta sexta-feira (26), suspeita de comandar uma organização criminosa no norte da Bahia. Além dela, a operação da Polícia Civil, batizada de “Leide”, prendeu outras seis pessoas. Conforme a polícia, a operação foi realizada nas cidades de Senhor do Bonfim e Filadélfia. Leide Gama da Silva foi presa suspeita de liderar uma organização criminosa responsável pelo tráfico de drogas e mortes na região. A polícia não passou detalhes sobre a prisão da mulher. Ainda de acordo com a polícia, Adailson Souza Lima, de 20 anos, Leonardo Dantas da Silva, 30 anos, Michael Matias dos Santos, 35 anos, Natam Gomes Angelim, 19 anos, também foram presos por participação no grupo. A polícia informou, ainda, que Marilene dos Santos da Silva, esposa de Michael, e Arleide Maria da Cruz Ferreira, 46 anos, que estava com três armas de fogo usadas em vários crimes, também foram presos na operação. Além das prisões, a polícia apreendeu uma balança de precisão, drogas, munição e três armas de fogo de fabricação caseira. Os presos foram encaminhados para a delegacia de Senhor do Bonfim. O caso é acompanhando pela Polícia Civil da cidade.

Operação da Polícia Federal apura crimes eleitorais de candidato a vereador na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Divulgação/ PF/Arquivo

Foto: Divulgação/ PF/Arquivo

Uma operação da Polícia Federal (PF) que apura crimes eleitorais cometidos em 2016, na cidade de Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia, por um então candidato a vereador do município, foi realizada na manhã desta sexta-feira (26). De acordo com informações da PF, cerca de 20 policiais cumprem mandados de busca e apreensão, quatro mandados de medidas cautelares diversas da prisão e cinco mandados de intimação no município. Ação desta sexta é a segunda fase da Operação Condotieri e visa apurar a conduta de alguns dos indiciados, que segundo a PF têm tentado impedir ou embargar a instrução criminal do inquérito policial da operação. O nome do político envolvido e os endereços onde os mandados estão sendo cumpridos não foram divulgados.

Sesab registra morte por H1N1 em Salvador

Share Button

Por G1 BA

Foto: LuAnn Hunt/Pixabay

Foto: LuAnn Hunt/Pixabay

A Bahia registrou uma morte em decorrência do vírus Influenza A H1N1. O registro é o primeiro do ano no estado. A informação foi divulgada em boletim pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) nesta quinta-feira (29). A vítima morreu em Salvador, mas não há detalhes sobre ela. O estado tem, no total, três ocorrências de Influenza, sendo uma do tipo A H1N1 e duas por Influenza B. A Sesab não detalhou se a vítima está incluída nesses três casos. Os dados são até a semana epidemiológica 15, que foi até o dia 13 deste mês. No mesmo período de 2018, a Sesab havia notificado 93 casos de H1N1, com 15 mortes. A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 15 de abril e segue até o dia 31 de maio. Na Bahia, a procura para fazer a imunização é baixa: menos de 6% do público-alvo foi vacinado. O público alvo da vacinação são os idosos, crianças entre 6 meses e 6 anos, gestantes, mulheres que tiveram bebê nos últimos 45 dias, trabalhadores de saúde do serviço público e privado e povos indígenas. Além deles, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade que estão sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional também fazem parte do público alvo. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em Salvador, 600 mil pessoas fazem parte do grupo que deveria se vacinar, mas somente 15% fez a imunização: um total de 88 mil pessoas. A maioria dessas pessoas são idosos, sendo que até esta quinta 29 mil foram imunizados em Salvador.




‘É o momento da política’, diz secretário de Educação sobre greve nas universidades baianas

Share Button
Secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues | Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues | Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, apontou como político o movimento grevista nas universidades estaduais. Em entrevista ao Bahia Notícias, Jerônimo afirmou que a greve atrapalha o diálogo com o governo. “Sou professor da universidade estadual, sei o lugar das associações de docentes. É o momento da política, da reivindicação por mais orçamento por salário, por direitos. Sentamos com eles umas quatro, cinco vezes. No meio da história eles entraram em greve. Isso já vinha sendo construído”, afirmou. O secretário garantiu ter dialogado para atender os anseios dos professores. “Colocamos quatro secretarias na mesa (SEC, SEFAZ, SERIN e SAEB), o líder do governo e mais um grupo de deputados, tentando ver três ou quatro bons pontos além do orçamento; carga horária, progressão de professores… Mas na política a gente sabe como é que acontece, difícil a gente dialogar com a greve”. Jerônimo citou ainda conversas com os reitores e reforçou a dificuldade de negociação com o movimento. “De janeiro pra cá sentamos três vezes com o governador e os reitores, dialogando o orçamento, questões de custeio, de infraestrutura, de investimento. A gente quer continuar o diálogo, mas a greve continua em três universidades e nessas condições é muito difícil”, finalizou.




Ministro sobre Enem: ‘questões ideológicas não devem acontecer’

Share Button

Por O Globo

O ministro da Educação, Abraham Weintraub | Foto: EVARISTO SA / AFP

O ministro da Educação, Abraham Weintraub | Foto: EVARISTO SA / AFP

Em vídeo publicado nesta quinta-feira (25) no perfil do Facebook do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, deu dicas aos estudantes que irão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano: “Aí uma dica que eu vou passar para vocês: acho que questões ideológicas, muito polêmicas, como no passado, não vão acontecer esse ano. Minha sugestão: foquem mais na técnica de escrever, interpretação de texto, foquem muito em matemática, ciências… em realmente no aspecto que a gente quer desenvolver: o conhecimento científico, a capacidade da pessoa de desenvolver novas habilidades. Essa é minha recomendação.” O ministro complementou: “Estudem. Estudem para valer. E estudem coisas sem direcionamento ideológico como havia no passado.” O ministro também admitiu que havia, sim risco de o Enem não acontecer este ano, mas que isso “está totalmente afastado”. No começo de abril, a empresa responsável por imprimir as provas do Enem, a RR Donnelley, decretou falência. A prova está programada para novembro. Na terça-feira (24), o Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) contratasse uma nova empresa para a impressão das provas. “Problema tem todo dia, todo mundo tem os seus. Nosso trabalho é evitar que ele chegue até vocês”, afirmou o ministro durante a transmissão ao vivo. “Havia uma possibilidade, (mas) essa possibilidade foi afastada, o TCU foi muito parceiro em compreender o problema. E, assim, o risco de não ter Enem esse ano está totalmente afastado.”




Brasil liderou desmatamento de florestas primárias no mundo em 2018, mostra relatório

Share Button

Por BBC

Cenas de desmatamento no interior de Alagoas | Foto: Jonathan Lins/FPI do São Francisco

Cenas de desmatamento no interior de Alagoas | Foto: Jonathan Lins/FPI do São Francisco

Cerca de 12 milhões de hectares de florestas tropicais desapareceram em 2018, o equivalente a 30 campos de futebol por minuto. Só no Brasil, foram desmatados 1,3 milhão de hectares de florestas – é o país que mais perdeu árvores no ano passado. Os dados de 2018 são do Global Forest Watch, atualizado pela Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. O levantamento mostra o complexo retrato do desmatamento em áreas densas de florestas tropiciais – da Amazônia, na América do Sul, a África e Indonésia. A maior preocupação apontada pelo relatório diz respeito à destruição continuada das florestas primárias, como são chamadas as áreas com as árvores mais antigas e que não são fruto de replantio. De acordo com o relatório do Global Forest Watch, uma área de florestas primárias equivalente ao tamanho da Bélgica foi destruída em 2018. “Para cada hectare perdido, estamos um passo mais próximos dos desastrosos cenários projetados para o aquecimento global”, diz Frances Seymour, do World Resources Institute, que administra o Global Forest Watch.










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia