WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Drogaria Santana

Adrivana Cunha Hospital de Olhos


:: ‘Destaque3’

Brasil inicia aplicação de vacina contra Covid-19 na rede privada; valor pode chegar a R$ 350

Share Button

Foto: Carol Garcia/ GOVBA

Clínicas particulares das capitais de todo o país já poderão aplicar a vacina AstraZeneca contra a Covid-19 a partir desta semana. A fabricante importou 2 milhões de doses dos Estados Unidos para o Brasil, uma das exigências para a venda no mercado particular, aberto a partir do fim do estado de emergência em saúde pública, definido pelo Ministério da Saúde em 22 de maio. As informações são da CNN.

Com o tempo, a imunização nas clínicas particulares avançará para outros municípios, mas o cronograma ainda não está definido. As doses chegaram ao Brasil no fim de abril. O preço de venda do imunizante na fábrica chega aos R$ 151 reais, valor definido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), instância interministerial que trata dos preços praticados no setor.

Para o consumidor final, no entanto, o custo deve variar entre R$ 300 e R$ 350. A aplicação vai obedecer aos mesmos critérios adotados na rede pública. Serão oferecidas vacinas apenas para pessoas acima dos 18 anos, que precisam completar o esquema vacinal ou que estejam se vacinando pela primeira vez.

Além do projeto eleitoral, Moro planeja fundar em São Paulo instituto de combate à corrupção

Share Button

Por Gerson Camarotti

Foto: Evandro Leal/Enquadrar/Estadão Conteúdo

Em paralelo ao projeto eleitoral de tentar uma cadeira ao Senado pelo estado de São Paulo, o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro já confidenciou a interlocutores a intenção de fundar um instituto de combate à corrupção.

A ideia é que a sede do instituto funcione em São Paulo, onde estão localizadas as maiores empresas do país. O mote “Faça a coisa certa” será o principal conceito do futuro instituto.

Embora aponte retrocesso no enfrentamento da corrupção na classe política, Moro diz que a Operação Lava Jato resultou em um “salto institucional” para empresas, que passaram a adotar regras rígidas de compliance. Ele tem argumentado que é preciso reforçar esse conceito para que a cultura da corrupção seja enfrentada em várias frentes.

O ex-ministro atuou em várias ações da Lava Jato, que investigou um esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras. Ele era juiz titular da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, especializada em crimes financeiros e de lavagem de ativos, na qual tramitou grande parte das investigações.

Nesta terça-feira, durante o lançamento da pré-candidatura a presidente de Luciano Bivar pelo União Brasil, Moro, que é filiado ao partido, foi questionado se tentará a vaga ao Senado ou disputará o governo de São Paulo.

“Ainda estou tomando minha decisão. Fico feliz por ser lembrado para disputar diversos cargos. Isso revela força eleitoral. É claro que essas decisões têm que ser muito ponderadas. Não só individualmente, como dentro do partido”.

Segundo ele, a decisão será tomada até o prazo-limite das convenções partidárias (entre 20 de julho e 5 de agosto) que escolherão os candidatos.

Bolsonaro quer ‘bolsa-caminhoneiro’ para adiar crise dos combustíveis em ano eleitoral, avalia colunista

Share Button

Por g1

Redução do preço do diesel foi uma das reivindicações da greve dos caminhoneiros, em 2018, durante o governo de Michel Temer | Foto: TV TEM / Reprodução

Diante da perspectiva de desabastecimento do diesel prevista para o segundo semestre deste ano pelo Conselho de Administração da Petrobras, o governo Bolsonaro vem “girando em círculos” para prevenir que a crise dos combustíveis comprometa o ano eleitoral.

É o que avalia o colunista do jornal “O Globo” Alvaro Gribel em entrevista a Renata Lo Prete. No episódio #716 do podcast O Assunto, ele e o economista Fernando Camargo discutem o custo da crise para a relação entre Bolsonaro e os caminhoneiros.

“O que o governo está tentando fazer agora é dar uma bolsa-caminhoneiro, um vale que teria um custo de R$ 1,5 bilhão – uma coisa que poderia ser acomodada no orçamento para que você consiga de novo empurrar esse problema até depois das eleições”, explica.

“Uma paralisação seria péssima para a tentativa de reeleição de Bolsonaro, mas não são muitas as opções que ele tem. A gente vive um problema de escassez do diesel e ele está tentando essa solução de dar uma bolsa no valor de cerca de R$ 400. [O valor] poderia ser acomodado dentro do orçamento e dentro das regras fiscais que o Brasil tem – a lei de responsabilidade fiscal e também a regra do teto de gastos. Se fosse dar um subsídio muito grande, Bolsonaro ficaria preso por essas essas duas amarras que o país tem para tentar evitar que as contas públicas saiam totalmente do controle.”

Chile pede desculpas a mulher esterilizada por ser portadora do HIV

Share Button

Por France Presse

O presidente do Chile, Gabriel Boric | Foto: Esteban Felix/AP

O Estado do Chile fez na quinta-feira (26) um pedido público de desculpas a uma mulher que foi esterilizada sem consentimento, após dar à luz em um hospital público, por ser portadora do vírus HIV.

A mulher é conhecida como Francisca (sua verdadeira identidade é mantida em sigilo). Ela deu à luz em 2002, aos 20 anos, em um hospital público da cidade de Curicó, já com o diagnóstico de soropositiva. Durante a cesariana, foi esterilizada pelos médicos sem o seu consentimento.

“Começar pedindo desculpas a Francisca pela grave violação dos seus direitos e também pela negação de justiça e por todo o tempo que você teve que esperar por isso”, disse o presidente do Chile, o esquerdista Gabriel Boric, como representante do Estado, no ato público de reconhecimento de responsabilidade internacional realizado no palácio presidencial de La Moneda.

“Quantas pessoas como você não conhecemos?”, questionou o presidente sobre casos de situações semelhantes de violência obstétrica e discriminação, que não vêm a público.

O caso de Francisca, que não esteve presente no ato de reparação, foi levado à Comissão Interamericana de Direitos Humanos pelo Centro de Direitos Reprodutivos e Vivo Positivo em 2009, depois que o Estado não permitiu o seu acesso à Justiça nem a reparação por sua denúncia.

Em 2021, o Chile assinou o Acordo de Solução Pacífica, no qual assumiu sua responsabilidade internacional pela violação dos direitos humanos ocorrida nesse caso.

Carmen Martínez, do Centro de Direitos Reprodutivos dos Estados Unidos, leu uma carta de Francisca durante o ato: “Nós, portadores do HIV, continuamos sendo olhados com desprezo. Quero acreditar com convicção que isso mudará, que os erros do passado não voltarão a ser cometidos, que nenhuma mulher será esterilizada sem o seu consentimento.”

Inflação no Brasil já bateu no pico, diz Guedes em Davos

Share Button

Por Folhapress

Foto: Edu Andrade

O ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou em Davos nesta quinta (26) que a inflação no Brasil já está no pico, embora não tenha dito que começará a cair já. O IPCA-15, espécie de prévia da inflação ao consumidor oficial, acumula em 12 meses avanço de 12,30%, e economistas preveem que o patamar de dois dígitos só comece a ceder em outubro.

“A inflação já chegou no pico. E vai voltar antes do que a deles”, afirmou Guedes sobre os países europeus e os Estados Unidos. “Vai subir no mundo inteiro por muito tempo, 10, 15 anos. Mas não no Brasil. Lá fora.”

O ministro está no balneário alpino para participar do encontro anual do Fórum Econômico Mundial, que terminou nesta quinta-feira sob a sombra de uma nova crise econômica global detonada pela Guerra da Ucrânia.

Durante sua participação, em quatro dias, Guedes demonstrou otimismo e buscou promover o Brasil como um país onde a casa já estaria arrumada em termos fiscais e monetário para possibilitar crescimento, enquanto boa parte do mundo antevê uma recessão.

Apesar do cenário externo desfavorável, Guedes diz apostar na dinâmica interna de crescimento do país para puxar a recuperação. Questionado sobre o fato de a inflação frear o consumo, o ministro respondeu que “tem sempre gente” que está ganhando e “inflação não impede o crescimento”.

“É claro que ela é ruim para o crescimento. Ela tem efeitos redistributivos perversos. Mas já estamos combatendo. Tiramos os estímulos fiscais. O crescimento podia ter sido maior no ano passado mas nós contivemos.”

Para Guedes, o investimento privado acertado para os próximos anos será suficiente como motor. Ele estima uma injeção de cerca de R$ 80 bilhões ao ano pelos próximos dez anos, sem incluir privatizações em curso ou futuras.

“De um lado, temos a retomada dos investimentos, que é o pé no acelerador da economia. Ajustou a parte fiscal monetária, a inflação vai descer, e o investimento está subindo. Só que o Banco Central ainda puxando o freio. Era para estarmos crescendo mais, como estamos combatendo a inflação estando crescendo menos.”

O ministro saiu animado de Davos com o que descreveu como mudança de perspectiva em relação ao Brasil. A seu ver, o país deixou de ser visto com a desconfiança e até alguma hostilidade que ele diz ter sentido em 2019 e 2020 e passou a ser mais respeitado.

“Nosso desempenho desmontou a descrença em relação ao Brasil.” Com a crise, “o Brasil agora é percebido de forma diferente”, afirmou. “É uma democracia, aperfeiçoando as instituições e por isso barulhentas, em transição para economia de mercado e um gigante verde.”

Ações da Petrobras caem forte no pré-mercado de Nova York após nova troca de presidente

Share Button

Por g1 e blog do Valdo Cruz

Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro | Foto: Sergio Moraes/Reuters

As ações da Petrobras tinham queda de mais de 11% no pré-mercado de Nova York nesta terça-feira (24), com os investidores reagindo à decisão do presidente Jair Bolsonaro de trocar novamente o comando da estatal.

O Ministério de Minas e Energia anunciou em nota oficial na noite de segunda-feira (23) a demissão de José Mauro Ferreira Coelho, após 40 dias no cargo. Ele foi o terceiro presidente da estatal no governo Jair Bolsonaro.

Para o lugar de José Mauro Coelho, o governo decidiu indicar Caio Mário Paes de Andrade, auxiliar do ministro Paulo Guedes no Ministério da Economia, onde ocupava o cargo de secretário de Desburocratização. Os três demitidos da presidência da Petrobras foram vitimados pela progressiva elevação do preço dos combustíveis.

Perto das 8h desta terça, o ADR PBR da Petrobras (recibos das ações da petroleira negociados na Bolsa de Nova York) caíam 12,05%, a US$ 14,30, indicando uma abertura em queda dos papéis da estatal.

Já os preços do barril de petróleo operam em leve alta, com o Brent sendo negociado acima de US$ 113.

Segundo assessores de Bolsonaro, o presidente da República cansou de trocar o comando da estatal e ver os novos presidentes simplesmente seguirem com o modelo vigente de reajuste de preços. Agora, ele quer que sejam feitos pelo menos ajustes.

A estratégia do Palácio do Planalto é evitar aumento de preços principalmente no período da campanha eleitoral, o que desgastaria ainda mais a imagem do presidente Bolsonaro.

Dentro do governo a expectativa é que os aumentos de preços sejam concedidos em prazos mais longos, quando o país enfrenta efeitos adversos por causa de momentos excepcionais, como o atual, diante da guerra da Rússia contra a Ucrânia.

E também que a empresa possa absorver parte dos custos nestes períodos, reduzindo sua lucratividade, que sobe quando o barril do petróleo está em alta no mercado internacional, como agora. O barril está ficando acima de US$ 100.

O presidente da República está irritado com a Petrobras. Avalia que ela não está contribuindo neste momento de escalada dos preços. Bolsonaro tem criticado o que considera um lucro absurdo da estatal e avalia que a empresa pode reduzir um pouco a sua lucratividade.

Vacina da Pfizer teve eficácia de 80% em crianças de até 5 anos, apontam dados preliminares

Share Button

Por g1

Menino recebe dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 | Foto: Andrew Medichini/AP

A vacina da Pfizer/BioNTech teve uma eficácia de 80,3% contra sintomas da Covid-19 em crianças a partir dos 6 meses e com até 5 anos de idade, anunciaram as empresas nesta segunda-feira (23). O dado ainda é preliminar.

Veja as principais conclusões:

A eficácia foi medida após as crianças receberem 3 doses da vacina;

A terceira dose foi dada ao menos 2 meses após a segunda;

Ao todo, 10 casos com sintomas da Covid-19 foram identificados, entre 1.678 crianças, 7 dias ou mais a partir do recebimento da terceira dose;

O dado de eficácia ainda deve mudar, porque os cientistas farão uma nova análise quando houver pelo menos 21 casos de doença sintomática a partir do sétimo dia após a terceira dose;

As crianças receberam uma dose de 3µg (microgramas) da vacina, equivalente a um décimo da dose dada a adultos;

A vacina gerou uma “forte resposta imune” e foi considerada segura pelas farmacêuticas;

O ensaio, de fases 2 e 3 conduzidas de forma simultânea, ocorreu quando a variante ômicron era a predominante – os testes foram feitos nos Estados Unidos, Finlândia, Polônia e Espanha e envolveram mais de 10 mil crianças.

Autorização nos EUA e Europa

As empresas pretendem concluir o processo de envio de dados à agência regulatória americana, a FDA, nesta semana, afirmou Ugur Sahin, diretor e fundador da BioNTech. O envio à Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês), deverá ocorrer nas próximas semanas, segundo o diretor.

Na semana passada, a FDA autorizou a dose de reforço da vacina (terceira dose) em crianças de 5 a 11 anos de idade. Crianças abaixo dessa faixa etária, entretanto, ainda não podem receber nenhuma vacina contra a Covid-19 nos Estados Unidos.

No Brasil, a vacinação de crianças contra a Covid-19 também só está liberada a partir dos 5 anos de idade.

Preço do diesel nos postos marca novo recorde

Share Button

Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo

O preço do diesel voltou a subir nesta semana e marcou um novo recorde nos postos de combustíveis do país, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados na sexta-feira (20).

Segundo o g1, o balanço mostrou que o preço do litro do diesel subiu 1,4%, para R$ 6,943. Trata-se do maior valor nominal pago pelos consumidores desde que a ANP passou a fazer levantamento semanal de preços, em 2004.

Até então, o maior preço do combustível apurado pela agência foi no levantamento anterior (R$ 6,847), que contemplou o período de 8 a 14 de maio.

Na semana passada, a Petrobras anunciou um novo aumento do o preço do diesel para as distribuidoras. O preço médio do litro vai passou de R$ 4,51 para R$ 4,91, uma alta de 8,87%.

Dias depois, o presidente Jair Bolsonaro (PL) trocou o comando do Ministério de Minas e Energia. Bento Albuquerque foi exonerado, a pedido, e Adolfo Sachsida foi nomeado como titular da pasta.

Já o preço médio do litro da gasolina recuou 0,3%, para R$ 7,275, neste semana, depois de subir por cinco semanas seguidas.

Por fim, o valor do etanol teve queda de 1,9%, para 5,224 o litro.

Disparada dos preços

A disparada dos preços dos combustíveis ocorre em meio à forte alta nos preços internacionais do petróleo após a Rússia ter invadido a Ucrânia, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia.

Desde 2016, a Petrobras adotou o chamado PPI (Preço de Paridade de Importação), após anos praticando preços controlados, sobretudo no governo Dilma Rousseff. O controle de preços era uma forma de mitigar a inflação, mas causou grandes prejuízos à petroleira.

Pela política de preços atual, os preços cobrados nas refinarias se orientam pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e do câmbio.

Taxista encontra carteira com R$ 5 mil e mobiliza internet para encontrar dona

Share Button

Por g1 SC e NSC

Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

Um morador de Blumenau, no Vale do Itajaí (SC), chamou a atenção na internet nos últimos dias. O taxista Edson Schlogl, de 55 anos, encontrou uma carteira com R$ 5 mil, além de vários cartões com as respectivas senhas, e decidiu iniciar uma mobilização para encontrar a dona do objeto nas redes sociais. O valor foi devolvido à proprietária no mesmo dia.

Edson disse que trafegava pela Rua Amazonas, no começo da noite de sexta-feira (13), depois de buscar a esposa no trabalho, quando notou que uma carteira caiu de cima do carro que estava na frente dele. Ele explica que a proprietária havia embarcado no carro, ao sair de um estabelecimento, e deixado o objeto em cima do veículo. A carteira, então, acabou caindo na estrada.

Ele conta que chegou a passar sobre o objeto, mas voltou para recolhê-lo na intenção de devolver. Na corrida para alcançar a dona, um semáforo fechou e ele perdeu de vista a motorista.

Edson começou a procura pela proprietária da carteira nas redes sociais. Fez publicações e mandou mensagens para grupos de conversa. Ao mesmo tempo, a filha da mulher publicou na internet o que havia acontecido. Os dois acabaram se encontrando na web e marcaram a entrega.

“Havia R$ 4,9 mil dentro da carteira e 16 cartões, a maioria com as senhas junto. Ela contou que sacou o valor para pagar prestações. Estava muito nervosa quando chegou na minha casa com a filha, mas eu jamais ficaria com o que não é meu”, revela Edson.

Não foi a primeira vez

Taxista há uma década, Edson revela que já encontrou diversos pertences esquecidos pelos clientes dentro do próprio veículo ou nas ruas, mas sempre fez o possível para encontrar os proprietários.

Na sexta-feira, o que impressionou o trabalhador foi a quantia, a mais alta que já achou, além das senhas anotadas nos cartões. Naquela mesma noite, a família foi à residência de Edson, no bairro Velha, e pegou a carteira de volta. “Eu me coloquei no lugar dela”, comenta.

Casal ganha R$ 1 bilhão em loteria no Reino Unido

Share Button

Por g1

Foto: Reprodução/BBC via Reuters

Joe e Jess Thwaite, um casal que mora na cidade de Gloucester, na Inglaterra, acordaram na semana passada com uma notícia que eles consideraram “ridícula e surreal”: eles haviam ganhado 184 milhões de libras (cerca de R$ 1 bilhão), o maior prêmio já pago pela loteria EuroMillions no Reino Unido.

A identidade dos premiados só é revelada se eles quiserem. Nesta quinta-feira (19), eles decidiram ir a público e contar sobre o momento em que descobriam que ganharam.

“Eu olhei meu e-mail e tinha uma mensagem dizendo que ganhei ”, contou Joe, que imaginou que seria um prêmio pequeno. “Quando vi o valor, larguei o celular. Depois peguei de novo, olhei de novo o valor e achei que era em milhares”.

Ele achou inicialmente que o prêmio era de “apenas” 184 mil libras (R$ 1 milhão): “Estava felicíssimo!”

Isso era na manhã do dia 10 de maio. Joe não quis acordar sua esposa Jess e a deixou dormir por mais 20 minutos, até que o alarme dela disparou. Ele passou esse tempo olhando casas em um site de imóveis, sem se preocupar com o limite de preço.

Jess não acreditou logo quando o marido contou, achou que ele estivesse sem os óculos, por isso não viu o resultado direito. Por um lado ela estava certa, mas o que Joe tinha visto errado era só o valor do prêmio.

Depois de esclarecido o valor correto, Jess foi trabalhar como se fosse um dia normal. No caminho decidiu que precisava contar para a sua mãe. Ligou para o marido que pediu que ela só dissesse que ganhou, sem revelar o valor.

Mas não foi possível esconder: “Ela sabia até os centavos do valor do prêmio”, disse Jess, explicando que a mãe primeiro achou que ela ia contar que estava grávida.

“Esse prêmio é um grande alívio para toda minha família, temos lutado com contas e todas essas suas coisas para muito tempo”, disse Jess.
O EuroMilhões é uma loteria que abrange vários países europeus e requer 7 números corretos para ganhar o prêmio máximo.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia