WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque2’

Menino encontra fóssil de réptil gigante de 8 milhões de anos: ‘achei que era um dinossauro’

Share Button

Por G1 AC

Criança pescava com o pai quando viu que tinha algo enterrado às margens do Rio Acre, em Brasileia | Foto: Arquivo pessoal/Raylanderson Frota

Foto: Arquivo pessoal/Raylanderson Frota

O pequeno Robson Cavalcante, de 11 anos, ficou surpreso ao encontrar um fóssil de um réptil pré-histórico enterrado às margens do Rio Acre, no município de Brasileia, no interior do Acre. Ao G1, ele conta que achou que se tratava de um dinossauro.

“Estava pescando com meu pai, aí pisei em alguma coisa diferente e chamei ele. Meu pai escavou um pouco e eu achei que era um dinossauro”, disse o menino.

Eles acharam o fóssil na quinta-feira (11) e um paleontólogo da Universidade Federal do Acre (Ufac) está no local, desde terça (16), para fazer a remoção.

O pai da criança, o carpinteiro José Militão, de 58 anos, lembra que no dia seguinte voltou ao local para escavar mais ainda e ficou impressionado. “Usei enxada e picareta e fui descobrindo que era um fóssil. Fiz com bastante cuidado para não danificar”, disse o carpinteiro.

Militão contou que sempre gostou de histórias sobre animais pré-históricos e costumava escavar locais próximos ao rio para tentar descobrir fósseis. Essa foi a primeira vez que ele encontrou.

“Eu sempre gostei e meu filho acabou também se interessando por esse assunto. Tanto que, quando encontramos ele disse ‘olha pai, nós achamos nosso dinossauro’. Ficamos muito felizes porque realizamos um sonho mesmo”, falou Militão.

Logo o assunto se espalhou pela cidade de Brasileia e o paleontólogo Jonas Filho ficou sabendo e foi para o local fazer o trabalho cauteloso de extração do osso sem quebrar.

Foto: Arquivo pessoal/Raylanderson Frota

Foto: Arquivo pessoal/Raylanderson Frota

Réptil de mais de 8 milhões de anos

Conforme o pesquisador, o fragmento encontrado é uma mandíbula que compõem o crânio de um Purussauro – um réptil pré-histórico – que viveu há mais de 8 milhões de anos nos rios e pântanos da floresta amazônica e que tinha mais de 12 metros de comprimento.

“É um jacaré Purussauro, um dos maiores que já existiram na Amazônia, mas isso há cerca de 8 milhões. É uma mandíbula completa, no caso, pode até se considerar um material inédito, porque às vezes você encontra, mas separada. Parece que além da mandíbula, tem um crânio que está sendo exposto. Então, isso tem relevância científica e museológica também, é um patrimônio público”, afirmou o paleontólogo.

O pesquisador parabenizou o trabalho do carpinteiro e pai do menino que fez a escavação com todo cuidado e, praticamente, não danificou o fóssil. “O senhor José foi bastante habilidoso em tirar o material até certo ponto. Tem que dar parabéns para o trabalho que ele fez, é um trabalho de paciência, um trabalho de técnico”, dsse.

Foto: Arquivo pessoal/Raylanderson Frota

Foto: Arquivo pessoal/Raylanderson Frota

Sobre uma criança ter encontrado o fóssil, o paleontólogo disse que o menino tem um olhar clínico e merece nota máxima na disciplina de ciências na escola.

“Quantas pessoas passaram aqui e praticamente tropeçaram e não enxergaram, porque não tinha noção. Isso é noção de quem tem a informação. Ele viu isso como um dinossauro, então ele sabia que era de um bicho que não era de hoje. Pode não ser um dinossauro, mas ele estava certo em sua percepção inicial. A professora deve dar dez para esse menino em ciência, ele merece”, disse Filho.

Mulher fica ferida após batida entre carro e caminhonete na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Blog do Sigi Vilares

Foto: Blog do Sigi Vilares

Uma mulher ficou ferida após uma batida entre um carro e uma caminhonete na BR-135, na cidade de Formosa do Rio Preto, no oeste da Bahia. Com o impacto, o carro ficou destruído. Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo em que a vítima estava foi atingido por outro quando reduziu a velocidade para entrar em um povoado. A mulher ferida estava no banco de passageiros do carro.

Segundo a PRF, com o impacto, a caminhonete saiu da pista e parou em um matagal. Cinco pessoas estavam dentro do veículo e tiveram ferimentos leves.

Foto: Blog do Sigi Vilares

Foto: Blog do Sigi Vilares

De acordo com o órgão, a vítima do outro carro, que teve lesões mais graves, foi socorrida por uma equipe da Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital Municipal de Formosa do Rio Preto. Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Pedro Alexandre: cerca de 1.500 casas estão sem água após barragem romper

Share Button

Por TV Bahia

Foto: Divulgação/GOVBA

Foto: Divulgação/GOVBA

Cerca de 1.500 casas estão sem abastecimento de água na cidade de Pedro Alexandre, no nordeste da Bahia, há três dias, por causa da enxurrada provocada pelo rompimento da barragem do Quati, que fica no município. Algumas casas têm reservatórios de água, mas a maioria dos moradores da cidade enfrenta dificuldades para tomar banho, lavar roupa, fazer comida. Conforme a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa), o problema foi provocado pela enxurrada, que levou boa parte de um trecho da adutora que fornecia água para a região. De acordo com informações da Embasa, técnicos da empresa trabalham desde o dia do rompimento para solucionar o problema. A expectativa é de que o sistema volte ao normal ainda nesta quarta-feira (17), mas o restabelecimento completo do fornecimento de água é gradativo e deve ocorrer até quinta-feira (18). Conforme a Superintendência de Defesa Civil da Bahia (Sudec), o número de desabrigados (80) e desalojados (760), em Pedro Alexandre, permanece o mesmo desde a segunda-feira. Já em Coronel João Sá, cidade vizinha e que foi a mais atingida pela enxurrada provocada pelo rompimento da barragem, o levantamento desta quarta aponta que o número de desabrigados subiu de 310 para 390 e o de desalojados reduziu de 2.090 para 2.010. No domingo, após sobrevoar a cidade, o governador da Bahia, Rui Costa, anunciou que as casas que foram construídas próximas ao Rio do Peixe, na região afetada, serão demolidas. O Governo Federal reconheceu a situação de emergência e calamidade pública das cidades de Coronel João Sá e Pedro Alexandre na última sexta-feira.

Flávio Bolsonaro apresentará no Senado proposta de imposto único, diz colunista

Share Button
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) vai apresentar no Senado a proposta de criação de um imposto único sobre movimentação financeira. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, a ideia, apoiada por mais de 40 entidades de comércio, turismo e indústria, foi lançada pelo Instituto Brasil 200 e abraçada pelo parlamentar. O senador conversou na terça (16) com Gabriel Kanner, presidente da entidade, e os dois bateram o martelo sobre o projeto. Ainda segundo a coluna, o instituto defende a criação de um imposto com alíquota de 2,81% que substitua mais de 90 tributos. Flávio Bolsonaro, no entanto, vai propor que a cobrança inicialmente substitua cinco impostos federais: INSS sobre folha de pagamento, PIS, IPI, Cofins e IOF.

Criação de imposto único tem apoio de 40 entidades e parte do governo, diz coluna

Share Button
Foto: Divulgação/Pixabay

Foto: Divulgação/Pixabay

A proposta que sugere a criação de um imposto único conta com o apoio de cerca de 40 entidades da indústria, comércio, varejo, distribuição, atacado, material de construção e turismo, para citar alguns setores produtivos. Juntas, elas assinaram um manifesto em apoio à medida. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o documento vai ser divulgado nesta terça-feira (16) no lançamento do Instituto Brasil 200, em São Paulo. Ainda de forma discreta, a equipe do Ministério da Economia apoia a iniciativa. Em trâmite na Câmara dos Deputados, uma das propostas que prevê essa mudança é do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). Ela transforma cinco impostos — IPI, PIS, Cofins, ICMS e ISS — no Imposto sobre Operações com Bens e Serviços, o IBS.

Toffoli atende a pedido de Flávio Bolsonaro e suspende processo com dados do COAF

Share Button
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Após um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu nesta segunda-feira, 15, todos os processos judiciais que tramitam no País onde houve compartilhamento de dados da Receita Federal, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e do Banco Central com o Ministério Público sem uma prévia autorização judicial, ou que foram instaurados sem a supervisão da Justiça.

Toffoli tomou a decisão em um processo em que se discute a possibilidade ou não de os dados bancários e fiscais do contribuinte serem compartilhados sem a intermediação do Poder Judiciário.

Com a determinação do ministro, todos os casos que tratam sobre a controvérsia ficam suspensos até que o STF decida sobre a questão. O julgamento pelo plenário está marcado para novembro.

A decisão do presidente da Corte deve ter efeitos sobre o processo que tramita contra Flavio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, no Ministério Público do Rio de Janeiro, revelado pelo Estado em dezembro.

Foi um pedido da própria defesa do senador que resultou na medida tomada por Toffoli, mas a decisão não deixa expresso se a investigação contra Flávio também é suspensa.

No caso, o Ministério Público estadual pediu a quebra de sigilo com o fim de investigar a suposta prática dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete do ex-deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

A defesa de Flávio afirma que o Ministério Público do Rio se utilizou do Coaf como ‘atalho’ e se furtou ao controle do Poder Judiciário. “Sem autorização do Judiciário, foi realizada devassa, de mais de uma década, nas movimentações bancárias e financeiras.”

A defesa do senador anota também que o Ministério Público já estaria em poder das informações bancárias e fiscal fornecidas pelo COAF quando a quebra do sigilo foi ‘posteriormente autorizada judicialmente’.

O processo pelo qual Toffoli tomou a decisão entrou em destaque em março deste ano, quando teve o julgamento marcado pelo presidente da Corte – que acabou adiado.

O caso ressurgiu na esteira de uma forte reação do STF após vazamento de informações do Fisco sobre procedimentos abertos para analisar dados fiscais de ministros de tribunais superiores, como Gilmar Mendes, e familiares. O caso, como revelou o Estado, causou uma grave crise na Receita.

Integrantes do Supremo entendem que os auditores extrapolaram suas funções, entrando em seara criminal, que não é de competência do Fisco. Na decisão tomada nesta segunda-feira, Toffoli invoca o poder de cautela para suspender os procedimentos.

O presidente da Corte observa que o ‘Ministério Público vem promovendo procedimentos de investigação criminal (PIC), sem supervisão judicial, o que é de todo temerário do ponto de vista das garantias constitucionais que assistem a qualquer indiciado ou a qualquer pessoa sob investigação do Estado’.

Colombiano é preso com meio quilo de cocaína sob peruca em Barcelona

Share Button
Foto: Policia Nacional de España via Reuters

Foto: Policia Nacional de España via Reuters

A polícia de Barcelona, na Espanha, prendeu um homem que tentou entrar no país com um pacote de meio quilo de cocaína escondido sob uma peruca. O homem, um colombiano, desembarcou de um voo vindo de Bogotá, capital da Colômbia.

Foto: Policia Nacional de España via Reuters

Foto: Policia Nacional de España via Reuters

Segundo o G1, ele chamou a atenção da polícia porque parecia nervoso e tinha ‘um cabelo desproporcionalmente grande’ sob seu chapéu. A detenção ocorreu no fim de junho, segundo a polícia espanhola.

Confira a lista divulgada pelo Prêmio Empreendedor com as empresas destaque do ano em Santaluz

Share Button
Divulgação

Divulgação

O Prêmio Empreendedor tem a honra de divulgar as empresas destaque do ano em preço, qualidade e atendimento em Santaluz.

Site de Noticías – Noticiais de Santaluz;

Frigorífico – Skina;

Móveis Projetados – Marcenaria do Nem;

Refrigeração e Serviços de Ar Condicionado, Automotivo, Residencial e Comercial – Ramon Casa das Geladeiras;

Assistência Técnica, Acessórios, Compra e Venda de Aparelhos – Rennê Celulares;

Casa de Rações, Acessórios e Produtos para o Homem do Campo – Cantinho do Canário;

Ótica – Bella Visão;

Lava Jato & Borracharia – Vitória;

Comunicação Visual – Junior Imix;

Designer Gráfico – Junior Imix;

Promotor de Eventos – Junior Imix;

Bar e Distribuidora de Bebidas Delivery – O Rei da Piriguete de Uandson e Nailde.

* Informe Publicitário. Todo o conteúdo é de responsabilidade total de seus produtores e idealizadores: Prêmio Empreendedor.

Bolsonaro diz que indicação de procurador-geral vai surpreender, diz coluna

Share Button
Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou a um grupo próximo de parlamentares que só indicará o novo procurador-geral da República perto do fim do mandato de Raquel Dodge, que vai até setembro, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. Bolsonaro disse ainda que já está 90% definido e que as pessoas terão uma surpresa com o nome que vai escolher para comandar a Procuradoria-Geral da República (PGR). Bolsonaro, no entanto, é considerado imprevisível e pode antecipar a indicação. O subprocurador-geral Augusto Aras, por exemplo, ganhou o apoio do ex-deputado federal Alberto Fraga, que liderava a bancada da bala no Congresso.

Coronel põe na conta da Lava Jato alto índice de desemprego registrado no Brasil

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias

Foto: Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias

O senador Angelo Coronel (PSD) atribui parte dos mais de 13 milhões de desempregados existentes atualmente no Brasil a ações da Operação Lava Jato. Vaiado ao criticar a operação durante posse da nova mesa diretora da Associação Comercial da Bahia, nesta segunda-feira (15), o parlamentar acredita que o erro da Lava Jato é o de punir empresas e não diretores. “Eu acho que a Lava Jato foi importante, deu uma limpada em parte da corrupção, mas não temos que punir o CNPJ, temos que punir o CPF”, defendeu. “Ou seja, punir os diretores das empresas, não pode punir fechando as empresas e com isso gerar desemprego”, argumentou o senador. Coronel exemplificou citando o Estaleiro Paraguaçu: “Temos aqui o Estaleiro Paraguaçu, com seis mil empregos diretos, com a operação Lava Jato todo mundo foi demitido”. “Por que não preservou a empresa? A obra? Por que não puniu somente os diretores da empresa?”, questionou em seguida o parlamentar. Ele ainda garantiu que não se abalou com as vaias recebidas durante o discurso no evento. “Eu defendo meu ponto de vista mesmo que seja contestado, omissão é concordância”, pontuou.







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia