WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio






Laboratório Checap

drogaria_santana

:: ‘Destaque2’

Justiça proíbe governo de veicular campanha contra isolamento para conter coronavírus

Share Button

Por Reuters

Foto: Reprodução/Pixabay

Foto: Reprodução/Pixabay

A Justiça Federal do Rio de Janeiro proibiu o governo do presidente Jair Bolsonaro de veicular uma campanha publicitária contrária às medidas de restrição à circulação adotadas por Estados e municípios para conter a propagação do novo coronavírus e determinou multa diária de 100 mil reais em caso de descumprimento da decisão.

No despacho em que atendeu a pedido do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro, a juíza Laura Bastos Carvalho também proibiu que o governo federal veicule qualquer outra campanha que sugira à população comportamentos contrários às orientações do Ministério da Saúde e que são baseadas em evidências científicas.

A campanha, veiculada na conta oficial do governo federal no Instagram e intitulada “O Brasil Não Pode Parar”, foi contratada por 4,9 milhões de reais sem licitação e aprovada pelo Palácio do Planalto sem que o Ministério da Saúde fosse consultado sobre seu conteúdo.

Em sua decisão, a magistrada afirmou que “o incentivo para que a população saia às ruas e retome sua rotina, sem que haja um plano de combate à pandemia definido e amplamente divulgado, pode violar os princípios da precaução e da prevenção, podendo, ainda, resultar em proteção deficiente do direito constitucional à saúde, tanto em seu viés individual, como coletivo”. “E essa proteção deficiente impactaria desproporcionalmente os grupos vulneráveis, notadamente os idosos e pobres”, apontou.

“Na dita campanha não há menção à possibilidade de que o mero distanciamento social possa levar a um maior número de casos da Covid-19, quando comparado à medida de isolamento, e que a adoção da medida mais branda teria como consequência um provável colapso dos sistemas público e particular de saúde. A repercussão que tal campanha alcançaria se promovida amplamente pela União, sem a devida informação sobre os riscos e potenciais consequências para a saúde individual e coletiva, poderia trazer danos irreparáveis à população”, acrescentou.

Poucos dias após sair de presídio, morador de Retirolândia é morto a tiros em Conceição do Coité

Share Button
Foto: Redes Sociais

Foto: Redes Sociais

Danilo Silva Campos, o ‘Danilinho’, foi encontrado morto, na manhã deste sábado (28), em uma estrada vicinal nos arredores do povoado Santa Rosa, em Conceição do Coité, região sisaleira da Bahia. De acordo com relatos de populares, o corpo tinha perfurações, possivelmente de tiros. Danilo era natural de Araci, mas morava em Retirolândia, onde tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas. No dia 9 de maio de 2019, ele foi preso em flagrante durante ação conjunta entre policiais militares de Santaluz e Retirolândia (lembrar). Ele foi liberado, mas, voltou a ser preso no dia 22 de dezembro do mesmo ano, durante cumprimento de mandado de prisão (lembrar). Danilo havia saído da penitenciária há cerca de uma semana. Até o momento da publicação desta matéria, não havia informações sobre a autoria nem motivação do crime. O corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) na cidade de Serrinha, e a Polícia Civil deve investigar o caso.

Notícias de Santaluz

Câmara aprova dispensa de atestado médico para trabalhador infectado pelo novo coronavírus

Share Button
Foto: Reprodução/Pixabay

Foto: Reprodução/Pixabay

A Câmara aprovou nesta quinta-feira (27) projeto que dispensa atestado médico ao trabalhador que tenha sido infectado pelo novo coronavírus (Covid-Sars-2) ou que tenha tido contato com pessoa infectada. A proposta ainda precisa passar pelo Senado antes de ir à sanção presidencial e entrar em vigor. Apesar de garantir o afastamento sem atestado médico por sete dias, o texto obriga o funcionário a informar ao empregador sobre a doença imediatamente, segundo a Agência Câmara. A medida vale pelo período de duração da emergência pública em saúde causada pela pandemia do novo coronavírus. O texto também estabelece, segundo a agência, que nos casos de quarentena imposta, o trabalhador poderá apresentar, a partir do oitavo dia, alguma das seguintes opções: justificativa válida, atestado médico, documento de unidade de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) ou documento eletrônico regulamentado pelo Ministério da Saúde.

Mais de 260 unidades de álcool gel falsificadas são apreendidas em Euclides da Cunha

Share Button
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma equipe da 25ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) apreendeu 264 unidades de álcool gel 70% falsificados em uma farmácia localizada no centro da cidade baiana de Euclides da Cunha, na terça-feira (24). De acordo com a Polícia Civil, a mercadoria era vendida por um valor abusivo e sem nota fiscal. Além disso, o produto tinha consistência e odor diferentes do álcool gel comum e o rótulo estampado nas embalagens apresentava sinais de falsificação, inclusive com erro ortográfico, segundo o coordenador da 25ª Coorpin, delegado Paulo Jason Mello Falcão. O dono da farmácia foi conduzido à delegacia, onde autuado em flagrante por crimes contra a economia popular e ordem tributária, falsificação de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais e uso de documento falso. O material apreendido foi encaminhado à perícia, que constatou a adulteração.

Notícias de Santaluz

PM recupera carreta em Euclides da Cunha e prende assaltantes que faziam mortorista refém

Share Button
Foto: Divulgação/PM

Foto: Divulgação/PM

Uma carreta-baú pertencente a uma empresa fabricante de produtos lácteos que havia sido roubada em Itatim, a cerca de 220 km de Salvador, foi recuperada pela Polícia Militar em Euclides da Cunha, região nordeste da Bahia, na tarde desta segunda-feira (23). Dois homens que mantinham o motorista do veículo refém foram presos. A vítima não sofreu ferimentos. Segundo a Polícia Militar, a carreta foi localizada por uma guarnição da Companhia de Empego Tático Operacional (Ceto) do 5º Batalhão da Polícia Militar, após uma denúncia feita pela seguradora. Dentro do veículo, os militares encontraram uma pistola calibre 380, munições e um pequena quantidade de maconha. Os criminosos foram levados para a central de flagrantes da Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante.

Notícias de Santaluz

Bandidos furtam 5 mil máscaras cirúrgicas de hospital em MG

Share Button

Por TV Globo

Foto: Reprodução/TV Globo

Foto: Reprodução/TV Globo

Não bastassem a dificuldade para se encontrar e o aumento enorme nos preços, 5 mil máscaras cirúrgicas foram furtadas do Hospital Público Regional de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Até mesmo álcool e sabão estão sendo levados com frequência, mas a prefeitura da cidade alegou que o fornecimento desses dois itens está normal. O furto aconteceu na terça-feira (17). A direção do hospital, mesmo com o furto, disse que “as máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) disponíveis no almoxarifado são suficientes para que os servidores atendam, com segurança, às demandas relativas ao coronavírus que chegarem à unidade”. A Prefeitura de Betim informou que o crime está sendo investigado, que forneceu as imagens de câmeras de segurança do hospital para a investigação e que “estão sendo tomadas as devidas medidas junto aos órgãos de segurança do município”, inclusive com relação ao sumiço de álcool e sabão das dependências do Hospital Regional. E fez um apelo: “que todos mantenhamos a calma e o bom senso, para que, juntos, possamos continuar somando esforços e sejamos vitoriosos frente a essa pandemia”.

Ritmo de contágio do coronavírus no Brasil está igual ao registrado na Itália e acelerando, apontam universidades

Share Button
Foto: Reprodução/Pixabay

Foto: Reprodução/Pixabay

O ritmo da disseminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil é, hoje, igual ao da Itália semanas atrás – e ele está acelerando. Segundo um estudo conduzido pelo Observatório Covid-19 BR, que analisa os números da pandemia no país e do qual fazem parte por sete universidades, o número de casos deve passar de 3 mil já na terça-feira (24). A tendência é que ele dobre a cada 54 horas e 43 minutos. Participam da pesquisa físicos da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Estadual Paulista (Unesp), da Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal do ABC (UFABC), Universidade de Berkley (nos Estados Unidos) e Universidade de Oldenburg (na Alemanha). “Nossos cálculos corroboram a ideia que o início da curva epidêmica brasileira é igual às da Itália e da Espanha — quando estes países estavam no início [da epidemia]”, afirmou ao G1 o professor Roberto Kraenkel, do Instituto de Física Teórica da Unesp. O balanço divulgado quinta-feira (19) do Ministério da Saúde apontou 621 casos da Covid-19 no Brasil – sete pessoas já morreram. No mundo todo, a Itália é o país com maior número de vítimas – nesta sexta-feira (20), o país europeu ultrapassou a marca de 4 mil mortos – o total de casos registrados ultrapassa 47 mil. Um levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins divulgado nesta sexta mostrou que há ao menos 10.031 mortos por complicações da Covid-19 no mundo. Há mais de 245 mil infectados.

OMS volta atrás e diz que não tem recomendação contra ibuprofeno no tratamento do coronavírus

Share Button

Por G1

Foto: Reprodução/TV Globo

Foto: Reprodução/TV Globo

A Organização Mundial de Saúde (OMS) voltou atrás nesta quinta-feira (19) e retirou a restrição de uso de medicamentos à base de ibuprofeno no tratamento contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A restrição havia sido anunciada na última terça-feira (17). Apesar disso, o Ministério da Saúde segue recomendando que outros medicamentos sejam usados contra a doença. Em uma publicação em uma rede social na manhã desta quinta, a pasta afirmou que, “por precaução”, recomenda “a substituição do #ibuprofeno por outros analgésicos.” Segundo o ministério, “é fundamental que a substituição de medicamentos seja feita com recomendação de um profissional de saúde.” A recomendação também consta em uma nota técnica, de 17 de março. Segundo a OMS, a organização “está ciente das preocupações sobre o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (isto é, ibuprofeno) para o tratamento da febre em pessoas com Covid-19”. No entanto, entidade afirma que “após uma rápida revisão da literatura [pesquisas científicas], a OMS não está ciente dos dados clínicos ou de base populacional publicados sobre esse tópico”, afirmou a organização, em nota. “Não temos conhecimento de relatos de efeitos negativos do ibuprofeno, além dos efeitos colaterais conhecidos usuais que limitam seu uso em determinadas populações”, informou a OMS. Segundo a OMS, a conclusão foi tomada após ouvir médicos que tratam pacientes com Covid-19 e após consultas a pesquisas científicas desenvolvidas até o momento sobre a doença. A organização reforça que, com base nas informações disponíveis, não há restrições ao uso de Ibuprofeno no tratamento contra a Covid-19.

Rifles, fuzil e carabina são encontrados enterrados em Canudos

Share Button
Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP

Dois rifles calibre 22, um fuzil calibre 7,62, uma carabina calibre 45, um simulacro de pistola, carregadores, munições de diversos calibres, luneta, dois pés de maconha, três veículos modelos Fusion, ASX e Uno, além de quatro celulares foram localizados por equipes das polícias Civil e Militar, na tarde de quarta-feira (18), na cidade de Canudos, no norte da Bahia. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), o armamento estava enterrado na área de um sítio e, segundo informações preliminares, seria utilizado em ações criminosas contra bancos, carros-forte e também para o tráfico de drogas. Conforme a SSP, os policiais foram até três endereços com o intuito de cumprir mandados de busca e apreensão. Ninguém foi preso.

Notícias de Santaluz

Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP

Remédio japonês tem efeito positivo em teste contra coronavírus

Share Button

Por Folha de S.Paulo

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Testes preliminares feitos com um pequeno grupo de pacientes na China sugerem que um medicamento desenvolvido para combater outras doenças virais também poderia ter efeitos positivos contra a atual pandemia de Covid-19, informa a agência de notícias Reuters. Trata-se do favipiravir, produzido comercialmente no Japão com o nome de Avigan. O medicamento ainda não tem registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não podendo, portanto, ser vendido no Brasil. Hoje, ele é produzido apenas sob demanda no país onde foi desenvolvido. Segundo Zhang Xinmin, funcionário do Ministério da Ciência e Tecnologia da China, cerca de 80 pacientes da região de Shenzhen que receberam o remédio tiveram melhora mais rápida de seus sintomas respiratórios e demoraram menos tempo para eliminar o vírus de seu organismo. De acordo com o Nikkei Asian Review, jornal japonês de língua inglesa, essas melhoras se deram após 4,6 dias (no caso da tosse) e quatro dias (no caso dos testes sobre a presença do material genético do vírus), contra uma média de seis e 11 dias dos pacientes que não tomaram o remédio. 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia