WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio


Vista aérea de Santaluz



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Drogaria Santana

Adrivana Cunha Hospital de Olhos


Santaluz tem 170 casos ativos de Covid

Share Button

Foto: ToyMavic

Santaluz tem, atualmente, 170 casos ativos de Covid-19, de acordo com o boletim divulgado pela secretaria municipal de Saúde, na noite de terça-feira (12). Ao todo, a cidade possui 5.028 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia, dos quais 4.803 são considerados recuperados e 55 morreram. O boletim divulgado nesta terça ainda aponta que 11.834 suspeitas foram descartadas. Porém, como tem ocorrido desde o início do mês de julho, o boletim não traz dados sobre casos suspeitos que aguardam resultado de exame. Não há clareza que permita entender o que motivou a secretaria de saúde do município a omitir a informação.

Notícias de Santaluz

Anvisa revoga recolhimento de losartana e diz que medicamento é seguro

Share Button

Por g1

Losartana | Foto: Reprodução/TV Tem

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) voltou atrás na decisão de recolhimento e interdição de diversos lotes de vários fabricantes do medicamento losartana, usado para tratar pressão alta.

A determinação havia sido tomada em junho, após a detecção de um tipo de impureza chamada “azido'”, até então presente em níveis mais elevados do que o adequado. A substância pode surgir durante o processo de fabricação do insumo farmacêutico e inicialmente foi considerada um “mutagênico em potencial”, ou seja, uma possível causadora de alterações capazes de provocar danos às células humanas.

A reversão da medida, segundo a Anvisa, é motivada pelo recebimento, na quinta-feira (7), de novos dados científicos solicitados à agência regulatória europeia European Medicines Agency (EMA). Diante dos estudos realizados, a impureza foi reclassificada para “não mutagênica”, ou seja, passou-se a considerar que ela não possui a toxicidade inicialmente identificada.

Em comunicado, a Anvisa informou que a medida tomada anteriormente foi “preventiva” e que, “com os novos dados apresentados, os limites de segurança foram recalculados, indicando que os lotes do medicamento que foram recolhidos ou interditados não os ultrapassam”.

Bahia tem mais de 19 mil casos ativos de Covid

Share Button

Por g1 BA

Bahia tem mais de 19 mil casos ativos de Covid-19 | Foto: Reprodução/TV Bahia

A Bahia tem 19.466 pessoas com coronavírus ativo na terça-feira (12). O estado registrou oito mortes de pessoas nas últimas 24 horas, vítimas da Covid-19, e 4.603 novos casos ativos, de acordo com o boletim publicado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).

De acordo com o órgão, a taxa de novos casos corresponde a um crescimento de +0,29% em relação ao boletim anterior, divulgado no segunda (11), e 4.605 pessoas foram consideradas recuperadas nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, a Bahia contabiliza 30.098 mortes causadas pela doença, com 1.616.782 de casos confirmados.

O boletim desta terça-feira registra ainda que 1.921.934 casos foram descartados e 352.081 permanecem em investigação.

Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17h desta terça.

Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

Todos os detalhes sobre o boletim epidemiológico podem ser conferidos na plataforma disponibilizada pela Sesab na internet ou pela Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do órgão.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.627.532 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.719.710 com a segunda dose ou dose única, 6.457.788 com a dose de reforço e 978.812 com o segundo reforço.

Do público de 5 a 11 anos, 985.713 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 576.724 já tomaram também a segunda dose.

Leitos

A Bahia tem 452 leitos ativos para tratamento da Covid-19. Desse total, 278 estão com pacientes internados, o que representa taxa de ocupação geral de 62%.

Ministro mantém decreto que obriga postos a comparar preços dos combustíveis

Share Button

Por TV Globo

Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo

O ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou na terça-feira (12) um pedido para suspender o decreto publicado pelo governo federal que obriga todos os postos de combustíveis a exibir os preços praticados no dia 22 de junho de 2022 numa comparação com os valores atuais.

O texto foi editado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) na semana passada e obriga os postos a exibir os preços dos combustíveis antes e depois da lei que impôs teto de 17% no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A ação foi apresentada ao TSE pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO). O parlamentar argumentou que a medida é eleitoral e ofende a isonomia entre os candidatos, além de violar o princípio da legalidade, pois extrapola o poder regulamentar do chefe do Executivo.

Em sua decisão, o ministro Alexandre de Moraes afirmou que o pedido do deputado tem como objetivo discutir a constitucionalidade do decreto, o que não é competência da Justiça eleitoral.

Para o ministro, o controle de constitucionalidade do ato cabe ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Decreto

De acordo com o governo, a finalidade do decreto é permitir que os consumidores possam comparar os valores cobrados antes e depois da imposição do teto.

O texto também define que o posto deverá usar como parâmetro de comparação de preços a data de 22 de junho, um dia antes de o presidente sancionar a lei que fixa um teto para as alíquotas de ICMS sobre combustíveis.

O decreto vale até o final de 2022, mas não prevê punição para o posto que não cumprir a determinação do governo.

Segundo o próprio Planalto, a ANP e os órgãos de defesa do consumidor apenas “orientarão” os postos sobre a medida.

Aneel aprova redução média de 0,50% na conta de luz na Bahia

Share Button

Por g1 BA

Foto: Reprodução

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (12) uma redução média de 0,50% nas tarifas vigentes de energia dos consumidores da Neoenergia Coelba. A redução deve ser aplicada a partir de quarta-feira (13) sobre as tarifas vigentes.

A Neonergia Coelba atende cerca de 6,3 milhões de unidades consumidoras na Bahia.

Ainda de acordo com a Aneel, a redução será de 0,49%, em média, para os consumidores conectados em alta tensão (normalmente, empresas) e de 0,50%, em média, para aqueles conectados em baixa tensão (pequenas empresas e os residenciais).

A redução acontece depois da agência ter aprovado, no fim de abril, uma alta média de 21,13% na tarifa da Neoenergia Coelba, considerando todos os tipos de consumidores.

Essa alta entrou em vigor no 22 de abril. A redução anunciada nesta terça-feira (12) serve para atenuar o impacto do reajuste anterior.

Motivos

A Neoenergia Coelba passou nesta terça-feira por um processo chamado “revisão tarifária extraordinária de 2022”. O objetivo foi considerar no cálculo a devolução de tributos pagos a mais pelos usuários de energia no passado.

A devolução foi objeto de projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro em junho, numa ofensiva de parlamentes e do governo para minimizar os reajustes da conta de luz em ano eleitoral.

Até maio, os reajustes aprovados pela Aneel estavam, em média, em 18%. Em alguns casos, chegaram a quase 24% para consumidores residenciais.

A mesma lei que autorizou a devolução dos valores obrigou a Aneel a aplicar os descontos nos reajustes tarifários anuais das distribuidoras de energia e a fazer uma revisão extraordinária no caso daquelas que já passaram pelo processo de reajuste em 2022.

Mudanças na tributação

Durante anos, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS, imposto estadual) foi utilizado na base de cálculo dos tributos federais PIS e Cofins.

No entanto, em 2017, o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu que o ICMS não poderia compor a base do PIS e Cofins.

O imposto pago a mais foi devolvido às distribuidoras na forma de crédito tributário, a ser abatido dos reajustes tarifários, em benefício do consumidor.

Parte desses créditos já vinha sendo usada para abater as tarifas, mas isso dependia de acordo entre a Aneel e a empresa. Com a lei, a agência ganha segurança jurídica para aplicar, de ofício, esses descontos na tarifa.

Brasil registra 219 casos de varíola dos macacos

Share Button

Foto: Getty Images/via BBC

O Brasil chegou à marca de 219 casos confirmados da varíola dos macacos, de acordo com contabilização da Agência Brasil, com base em informações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, divulgadas nesta segunda-feira (11).

Conforme o Metropoles, o Ministério da Saúde registrou 218 casos confirmados da doença, enquanto a Secretária de Saúde do Rio de Janeiro confirmou mais um caso da varíola dos macacos no estado.

Ainda conforme dados da pasta da Saúde, São Paulo tem o maior número de casos, com 158 ocorrências. Em seguida, aparece o Rio de Janeiro, que soma 34 confirmações da doença, segundo indicado pela Secretaria de Saúde.

Jovem morre após ficar 1 mês internada por causa de um piercing inflamado

Share Button

Por g1 MS

Jovem teve 37% do cérebro comprometido pela infecção | Foto: Redes Sociais/Reprodução

Andressa de Souza, de 20 anos, morreu após ficar um mês internada por conta de um piercing inflamado, segundo a mãe da vítima. A jovem deixa um filho de 3 anos: “é uma sementinha dela”, disse a avó materna, Maria Aparecida da Silva, de 47 anos.

Ao g1, Maria Aparecida relatou que do tempo em que a filha ficou internada, 24 dias foram em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). A causa da morte de Andressa, segundo a mãe e o hospital, foi uma infecção cerebral.

“Há poucos dias dela ter sido internada, a minha filha tinha colocado um piercing na boca. Infeccionou e inchou, ela não conseguia tirar. Depois de vários exames, o médico constatou que foi o piercing que provocou toda a complicação. A infecção se alastrou rápido, tomou conta de 37% do cérebro da minha filha”, relata Maria Aparecida.

De acordo com a mãe de Andressa, a jovem pagou R$ 60,00 para colocar o piercing na boca. “Minha filha não disse o local que foi colocar, não sei se era algo profissional”.

Suspeita de dengue

No início dos sintomas, a família da jovem acreditavam que Andressa estava com dengue. “No começo a gente achou que era dengue. Várias pessoas pegaram dengue lá em casa. Minha filha estava com dor de cabeça e febre. O médico medicou a Andressa e ela veio embora”, detalhou a mãe.

Maria Aparecida disse que após a filha ter voltado para casa, o quadro piorou. Após uma videochamada com a mãe, Andressa voltou para o hospital. “Fizeram o pedido do exame de dengue, mas deu negativo”.

A mãe da jovem alega que outros exames também foram feitos. Somente depois de uma ressonância, os médicos identificaram que a jovem tinha algum problema de saúde na região da cabeça. “Acreditavam que era um tumor, mas depois viram que era a infecção”.

Após o exame de imagem, o médico disse para Maria Aparecida que o quadro da filha já estava avançado. “O médico disse para se despedir dela pq para frente não sabia o que ia acontecer. O que os médicos puderam fazer, foi feito”.

Dor e luto

Andressa foi sepultada em Itaporã (MS), cidade vizinha a Dourados. “A gente está com a dor, não tinha muito o que fazer. Infelizmente ela não vai voltar, foi chorar e enterrar um pedacinho da gente”.

Entre os parentes de Andressa, a dor e o luto são permanentes. O susto foi grande para os familiares. “O meu neto já morava com o pai, vai continuar com ele”, finaliza Maria Aparecida.

Quatro pessoas da mesma família morrem em acidente entre carro e ônibus na Bahia; 2º caso em menos de uma semana

Share Button

Por TV Santa Cruz e g1 BA

Acidente em Mucuri resulta na morte de quatro pessoas da mesma família | Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Quatro pessoas da mesma família morreram em uma colisão entre um carro de passeio e um ônibus em um trecho da BA-698, que liga a cidade de Mucuri até a BR-101, no extremo sul da Bahia. Dois adultos, uma adolescente e uma criança estavam no automóvel.

O acidente ocorreu na noite de segunda-feira (11). De acordo com uma testemunha, o veículo bateu de frente com o ônibus, que fazia uma das linhas de transporte de Mucuri.

Pai, mãe e o filho mais novo morreram na hora. Uma adolescente chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

Os nomes das vítimas não foram divulgados e não há informações sobre o que pode ter provocado o acidente. Também não há detalhes sobre possíveis ocupantes no ônibus e se alguém ficou ferido no interior do coletivo.

Segundo caso em menos de uma semana

Há menos de uma semana, no dia 7 de julho, outras cinco pessoas também de uma mesma família morreram em um acidente no interior da Bahia. A colisão entre um carro e um caminhão ocorreu no Km 10 da BR-324, em um trecho na cidade de Tanquinho, a cerca de 150 quilômetros de Salvador. 

No carro estavam o ex-candidato a vereador Adailton de Brito Lima, 38 anos, conhecido como Adailton Serralheiro, a esposa dele, Mariana Sacramento Gomes Lima, e o filho do casal, Moisés Sacramento Gomes Lima, que tinha apenas dois meses.

Também estavam no veículo a irmã de Adailton, Maria Brito de Lima, 47 anos, e a mãe dele, Faustina Brito de Lima, 73 anos. O motorista do caminhão não ficou ferido.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, as vítimas que estavam no veículo eram moradoras do município de Candeal. Elas saíram de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 quilômetros de Salvador, e seguiam para casa.

Os corpos das vítimas foram retirados das ferragens por equipes da Brigada Voluntária Anjos Jacuipenses e do Corpo de Bombeiros. Em seguida, foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Após denúncia, falso policial civil é preso com farda, arma e drogas no interior da Bahia

Share Button

Por g1 BA e TV Bahia

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem que se passava por policial civil foi preso em flagrante na segunda-feira (11), após denúncias de que ele estaria realizando diligências na cidade de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito usava uma camisa oficial da corporação e apresentou documentos falsos ao ser abordado pelos agentes.

Ainda na abordagem, foram encontradas outras duas camisas de investigador da Polícia Civil da Bahia, dois pinos de cocaína, uma pistola, um coldre, uma carteira funcional falsificada e um distintivo.

O homem foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e falsidade ideológica. Ele está custodiado na Delegacia Territorial (DT) de Cruz das Almas, à disposição da Justiça.

Homem é preso acusado de agredir companheira com facão em Santaluz

Share Button

Foto: Reprodução

Um homem de 40 anos foi preso acusado de agredir a companheira com golpes de facão no bairro JK, em Santaluz, região sisaleira da Bahia, nesta segunda-feira (11). A Guarda Civil Municipal (GCM) informou que foi acionada pela própria vítima, uma jovem de 28 anos. De acordo com o órgão, uma equipe do Grupamento Especial de Proteção à Mulher fez buscas e encontrou o acusado, que foi preso em flagrante e levado para a delegacia da cidade. O homem foi autuado com base na Lei Maria da Penha e ficou custodiado à disposição da Justiça. A vítima foi encaminhada ao hospital municipal, com ferimentos e hematomas pelo corpo. O estado de saúde dela é desconhecido. A Guarda Municipal não informou a motivação do crime.

Notícias de Santaluz



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia