WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio


Anuncie aqui



Max Santa Luzia

Laboratório Checap

Adrivana Cunha - Hospital de Olhos

Império Store

Drogaria Santana

Bolsonaro anuncia comitê anti-Covid com governadores e Congresso e volta a falar em ‘tratamento precoce’

Share Button

Por G1

Bolsonaro fez pronunciamento ao lado de ministros, governadores e chefes de poderes | Foto: Reprodução/TV Brasil

Após reunião na residência oficial do Palácio da Alvorada com governadores, ministros e chefes de poderes, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (24) a criação de um comitê formado por governos estaduais, Congresso e União para combater a pandemia de Covid-19. “Resolvemos, entre outras coisas, que será criada uma coordenação junto aos governadores, com o senhor presidente do Senado Federal. Da nossa parte, um comitê que se reunirá toda semana com autoridades para decidirmos ou redirecionarmos o rumo do combate ao coronavírus”, afirmou o presidente em um breve pronunciamento após o encontro, ao lado dos governadores, ministros e chefes de poderes. Bolsonaro disse também que, na reunião, discutiu o que ele chama de “tratamento precoce”. O método prevê a utilização de medicamentos defendidos pelo presidente, mas que não têm eficácia contra a Covid-19, de acordo com pesquisas científicas internacionais. “Tratamos também de possiblidade de tratamento precoce. Isso fica a cargo do ministro da Saúde, que respeita o direito e o dever do médico off-label tratar os infectados”, argumentou Bolsonaro.

Tratamento precoce contra Covid é ‘kit ilusão’, diz médico

Share Button

Por G1 e TV TEM

Foto: Reprodução/TV Globo

“O que eu mais queria era uma medicação que funcionasse, o que a gente não pode é transformar o kit Covid em um kit ilusão, que não tem benefício. Não é que a gente é contra o tratamento precoce, muito pelo contrário, mas isso precisa ser feito com drogas que realmente funcionem.”

O posicionamento é do infectologista Alexandre Naime, de Botucatu (SP). O médico é membro do Núcleo Executivo do Comitê Extraordinário de Monitoramento Covid-19 da Associação Médica Brasileira (AMB) e ajudou a criar o boletim divulgado nesta terça-feira (23) pela associação, que condena o uso de remédios sem eficácia contra a Covid-19.

No documento, a AMB afirma que medicações como hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina, entre outras drogas, não possuem eficácia científica comprovada de benefício no tratamento ou prevenção da doença e, por isso, devem ser banidas.

De acordo com o médico Alexandre, esses remédios não mostraram benefício ao passarem pelo ensaio clínico randomizado duplo-cego, que é um estudo científico utilizado como critério de validação de práticas experimentais.

Durante esse tipo de estudo, um grupo de pessoas toma o medicamento e uma outra parte toma o placebo, todas sem saberem o que estão tomando. Dessa forma, os pesquisadores analisam quantas pessoas apresentaram melhoras ao tomar o remédio.

Além dos medicamentos não terem eficácia comprovada, segundo o infectologista, alguns pacientes com Covid-19 tiveram piora no quadro e precisaram ser hospitalizados depois de tomarem os remédios.

“Nós tivemos em São Paulo essa semana já cinco pacientes que evoluíram com hepatite grave, e três deles foram a óbito. E aqui em Botucatu, tivemos três casos de grave piora do quadro clínico da Covid pelo uso inadequado do corticoide na fase inicial”, explica o médico.

‘Tomei e melhorei’

Sobre o relato de pessoas que utilizaram o kit Covid e apresentaram melhora, o infectologista destacou que a recuperação ocorre espontaneamente na maioria dos pacientes com coronavírus e não tem relação com o uso dos medicamentos do “tratamento precoce”.

“Na verdade, tudo vem do fato que, em 90% das pessoas, a Covid é como se fosse um resfriado ou uma gripe. A grande maioria das pessoas vai ter sintomas leves e vai se recuperar espontaneamente. Então, se você tomar ivermectina, hidroxicloroquina, suco de beterraba ou refrigerante, você vai melhorar em 90% das vezes”, comenta Naime.

“Se tivesse uma medicação que realmente mostrasse benefício, seria perfeito, seria meu sonho. Minha vida não teria virado de ponta cabeça. Qual seria o médico maluco que iria falar ‘não, eu não vou tratar uma doença que tem tratamento’?”, questiona o infectologista.

Butantan diz ter concluído envio de documentos à Anvisa para testar soro anti-Covid em humanos

Share Button

Por G1 SP

Foto: Reprodução/TV Globo

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse nesta quarta-feira (24) que o Instituto concluiu o envio dos documentos exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na solicitação para realizar um estudo clínico do soro anticoronavírus, desenvolvido pelo instituto desde o ano passado a partir do plasma de cavalos. A expectativa do Instituto é a de conseguir a liberação até sexta-feira (26). O instituto tem 3 mil frascos prontos para iniciar os testes. A autorização permitirá que o soro seja aplicado em pessoas contaminadas pela doença e, depois, que se descubra qual a dose necessária para obter os efeitos desejados. O objetivo do soro é amenizar os sintomas da doença nas pessoas já infectadas. Ele não é capaz de curar nem de prevenir a doença. O estudo é coordenado pelos médicos Esper Kallás e José Medina, da Universidade de São Paulo (USP). “O soro é uma vacina instantânea. É um concentrado de anticorpos, neste caso produzido em cavalos, que atua diretamente no vírus. Ele é para logo que o indivíduo é infectado e começa apresentar sintomas, ser usado. Isso impede que a doença progrida”, explicou o diretor do Butantan.

Santaluz registra 4 novos casos de Covid e mais 7 curas clínicas

Share Button

Foto: Freepik

Nesta terça-feira (23) foram registrados quatro novos casos de Covid e mais sete curas clínicas em Santaluz, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. A pasta informou que 25 testes foram realizados durante todo o dia, o que representa menos da metade dos 51 exames divulgados no dia anterior. A cidade totaliza agora 2.236 casos, 1.982 curas clínicas, 31 mortes e 223 casos ativos da doença. Há ainda 108 suspeitas de infecção sendo investigadas. O boletim informou também que três pessoas seguem internadas com Covid, mas não divulgou detalhes sobre o estado de saúde dos pacientes.

Notícias de Santaluz

Por 3 a 2, STF declara que Moro não foi imparcial ao condenar Lula

Share Button

Por TV Globo

Foto: Marcos Corrêa/PR

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal declarou em julgamento nesta terça-feira (23) que o ex-juiz federal Sergio Moro agiu com parcialidade ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá.

A sentença que condenou Lula segue anulada por outra decisão, determinada pelo ministro Edson Fachin, que apontou a incompetência da Justiça Federal do Paraná para analisar os processos do petista e tornou sem efeito as condenações pela Operação Lava Jato de Curitiba.

Com a decisão desta terça, a Segunda Turma anulou todo o processo do triplex, que precisará ser retomado da estaca zero pelos investigadores.

A decisão resultou do julgamento pela turma de uma ação impetrada em 2018 pela defesa de Lula.

A maioria a favor da ação do ex-presidente foi formada com a mudança de voto da ministra Cármen Lúcia. Em 2018, quando o julgamento se iniciou, ela tinha rejeitado a ação, mas agora seguiu o entendimento dos colegas Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

Cármen Lúcia entendeu que novos elementos mostraram que a atuação de Moro não foi imparcial, favoreceu a acusação e, portanto, segundo avaliação da ministra, houve um julgamento irregular.

A suspeição não é automática para outros processos de Lula — a defesa terá, por exemplo, que questionar os outros casos na Justiça. Moro não foi o autor da condenação de Lula no caso do sítio de Atibaia, mas recebeu a denúncia e transformou o petista em réu nesse caso.

Para o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, a suspeição de Moro tem efeitos que vão além do caso de Lula e abre brecha para que advogados de condenados na Lava Jato questionem na Justiça a conduta do ex-juiz e apontem outras sentenças como ilegais.

Após denúncia, PMs de Santaluz e Valente prendem dupla e apreendem 91 porções de drogas

Share Button

Foto: Divulgação/PM

Após uma denúncia de tráfico de drogas no bairro Hermírio Simões, em Valente, na região sisaleira da Bahia, a Polícia Militar prendeu, nesta terça-feira (23), Anderson Silva dos Santos, também conhecido como ‘PH’, de 19 anos, e Rodrigo da Silva Santos, o ‘Tio Zé’, 25. Segundo a PM, guarnições de Santaluz e Valente foram ao local apontado pela denúncia e abordaram Anderson, que foi flagrado com 84 porções de maconha e 6 de cocaína. Conforme a PM, ao ser abordado ele alegou que a droga pertencia a Rodrigo, que em seguida foi encontrado com uma porção de maconha. A dupla foi encaminhada à Delegacia Territorial de Valente junto com os entorpecentes apreendidos.

Notícias de Santaluz

Marco Aurélio nega pedido de Bolsonaro para suspender toque de recolher na Bahia, DF e RS

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Fellipe Sampaio/STF

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou o pedido de liminar do presidente Jair Bolsonaro para suspender os decretos dos governos da Bahia, do Distrito Federal e do Rio Grande do Sul que determinam toque de recolher para conter o aumento da contaminação pelo novo coronavírus. Com a decisão, as normas estaduais ficam mantidas. Bolsonaro apresentou a ação ao STF na última sexta-feira (19). Na contramão das medidas adotadas por governadores e prefeitos no auge da crise sanitária provocada pela Covid-19, Bolsonaro questionou a competência dos governos locais para tomar estas providências e disse que elas eram inconstitucionais porque só poderiam ser tomadas por lei aprovada pelo Legislativo, e não apenas por decretos do Executivo.

Prefeitura de Queimadas anuncia entrega de mais de 4,6 mil kits alimentação para alunos de escolas municipais

Share Button

Foto: Divulgação/Prefeitura de Queimadas/Arquivo

A prefeitura de Queimadas, na região sisaleira da Bahia, anunciou na manhã desta terça-feira (23) a entrega de mais de 4,6 mil kits de alimentação para alunos da rede municipal de educação. A medida tem como objetivo amenizar os efeitos da crise causada pela pandemia de Covid-19. Segundo a prefeitura, a entrega das cestas será feita nas próprias escolas, de 30 de março até 9 de abril. Em nota divulgada nas redes sociais, a gestão municipal pediu que durante a retirada dos kits os estudantes, seus pais ou responsáveis adotem medidas sanitárias como uso de máscara e espaçamento nas filas para evitar aglomerações.

Notícias de Santaluz

Bolsonaro dá posse a Marcelo Queiroga como ministro da Saúde

Share Button

Por TV Globo

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro deu posse nesta terça-feira (23) para o médico Marcelo Queiroga como novo ministro da Saúde. A cerimônia foi discreta, no Palácio do Planalto, e não constava na agenda do presidente. Queiroga substitui Eduardo Pazuello no pior momento da pandemia de Covid-19, com recordes sucessivos de mortes e contaminações. O Brasil já soma mais de 290 mil mortes pela Covid. Na terça-feira (16), um dia após a sua indicação, Queiroga afirmou que ser preciso “união da nação” para enfrentar a “nova onda” da pandemia. Em pronunciamento, o médico cardiologista defendeu o Sistema Único de Saúde (SUS) e citou a importância das “evidências científicas” em futuras ações da pasta, mas sinalizou que fará uma gestão de continuidade. Em discurso afinado com as preocupações do presidente Jair Bolsonaro, Queiroga se mostrou preocupado com o impacto do novo coronavírus na economia. “É preciso unir esforços do enfrentamento da pandemia com a preservação da atividade econômica”, disse o novo ministro.

Pai, mãe e filha morrem por Covid-19 em menos de uma semana em SP

Share Button

Foto: Arquivo Pessoal

Pai, mãe e filha morreram por complicações da Covid-19 em menos de uma semana, em Araçatuba (SP). Segundo a reportagem da TV TEM apurou, o contador Roberto Zancheta, de 70 anos, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular do município. Ele morreu na última quarta-feira (17). Dois dias depois, na sexta-feira (19), a esposa dele, Aurea Viana Zancheta, de 68 anos, veio a óbito em decorrência da doença. Já no domingo (21), a filha do casal, a esteticista Karine Zancheta, de 45 anos, também não resistiu. Ainda conforme a reportagem apurou, mãe e filha estavam internadas na Santa Casa de Araçatuba desde o começo de março.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia