WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio


Vista aérea de Santaluz



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Drogaria Santana

Adrivana Cunha Hospital de Olhos


Pesquisa BTG/FSB: Lula mantém liderança, mas Bolsonaro diminui distância

Share Button

Por Bahia Notícias

Imagem: Adriano Machado/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a liderança nas intenções de voto para as eleições de outubro, segundo a pesquisa realizada pela FSB Comunicação por encomenda do banco BTG, divulgada nesta segunda-feira (8). O levantamento mostra também que a distância para o segundo colocado, Jair Bolsonaro (PL) caiu para além da margem de erro.

Lula oscilou 3 pontos para baixo em duas semanas e está com 41%, enquanto Bolsonaro avançou 3 pontos e ficou com 34%. A pesquisa realizou 2.000 entrevistas de 5 a 7 de agosto de 2022. Está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-08028/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. Custou R$ 128.957,83 e foi paga pelo banco BTG Pactual.

Em seguida, seguem os seguintes candidatos: Ciro Gomes (PDT), com 7%; Simone Tebet (MDB), com 3%; André Janones (Avante), com 2% – o candidato deixou a disputa para apoiar o PT; José Maria Eymael (DC), com 1%; e Pablo Marçal (Pros), também com 1%. Felipe D’Ávila (Novo), Vera Lúcia (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e Roberto Jefferson (PTB) não pontuaram.

Em um potencial segundo turno, o petista venceria todos os adversários. Lula venceria Bolsonaro por 51% contra 39% do atual presidente. Contra Ciro, o petista venceria por 47% a 32%. No cenário entre o ex-presidente e a senadora Simone Tebet, a diferença é maior: 50% contra 29%.

Promotor de Justiça baiano se torna primeiro professor titular negro da Faculdade de Direito da Ufba: ‘Queria ser o centésimo’

Share Button

Por g1 BA

Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA) passou a ter o primeiro negro ocupando o cargo de professor titular na instituição | Foto: Arquivo Pessoal

Fundada em 1891, a Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba) passou a ter, na sexta-feira (5), o primeiro negro ocupando o cargo de professor titular na instituição. O feito foi conseguido pelo promotor de Justiça do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e professor de Direito Ambiental da instituição de ensino, Heron Gordilho, aprovado por uma comissão julgadora formada por cinco avaliadores da Bahia e de fora do Brasil, após apresentar um memorial.

A banca foi presidida pelo professor emérito da Ufba, vereador e ex-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito. Ele dedicou 50 anos de sua vida à universidade baiana e foi o primeiro homem negro a fazer parte do corpo docente da instituição.

Heron Gordilho destacou que apesar de se sentir orgulhoso por alcançar o cargo, não sente honra pelo fato de ser o primeiro professor titular negro da Faculdade de Direito da Ufba.

“Queria ser o centésimo. Tenho orgulho, sim, de alcançar esse cargo. O último membro do Ministério Público que ocupou esse cargo foi professor Calmon de Passos, como professor catedrático […] A nossa sociedade, mesmo sendo composta por 80% de pessoas negras, precisou de 131 anos para um professor negro ocupar esse cargo”, disse.

“Precisou professor Edvaldo ir para a USP para ocupar esse lugar. É essa desigualdade socio-racial que eu luto para que tenha algum tipo de compensação porque uma sociedade menos desigual, menos estratificada significa menos violência, mais desenvolvimento”, argumentou o novo professor titular.

O presidente da Associação do Ministério Público da Bahia (AMPEB), Adriano Assis, que acompanhou a apresentação do memorial à banca julgadora, apontou que a conquista de Gordilho não é apenas individual.

“O colega Heron, que é um professor muito reconhecido na Bahia, no Brasil e no exterior, onde já participou de atividades acadêmicas em vários países, como Estados Unidos e França, traz uma conquista para a própria sociedade baiana, pois se trata do primeiro professor negro a alçar à condição de titular na Faculdade de Direito da Ufba”, afirmou.

Inspirada no pai, Mariana Gordilho estuda Direito e não escondeu o orgulho ao vê-lo alcançar mais essa conquista.

“É uma honra muito grande e foi muito merecido. Ele estuda continuamente e tenta combater através de ações, mais do que com discursos, problemas relacionados ao preconceito e a questões raciais. Espero que sirva de inspiração para outras pessoas, como serve para mim, vê-lo abordando a quebra de sistemas pré-concebidos”, acrescentou Mariana.

Os procuradores de Justiça do MP-BA Márcia Virgens e Marco Antônio Chaves também acompanharam a apresentação do memorial, assim como alunos e amigos do professor Heron Gordilho.

João Roma chama ACM Neto de covarde por causa de ausência em debate

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Max Haack

O candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), atacou o seu adversário e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União), por conta da ausência no primeiro debate entre os opositores. Além disso, Roma demonstrou confiança para as eleições e afirmou que o voto “nunca foi tão fácil” de se escolher.

“O lamentável é que nós temos um candidato que esteve ausente mais uma vez, fugindo do debate, em uma demonstração de covardia na política. O pior é que ele é covarde com as pessoas, haja o que ele fez com seus aliados”, disparou Roma.

Em encontro com a imprensa, o candidato do PL esbanjou confiança e fez ataques ao partido de Jerônimo Rodrigues, o PT, e afirmou que o governo petista “envergonhou e decepcionou milhões de brasileiros”.

“Neste ano de 2022, talvez nunca tenha sido tão fácil escolher, se nós queremos ter orgulho de um Brasil que vem dando certo ou se nós queremos voltar para um passado que envergonhou e decepcionou milhões de brasileiros. Então o baiano vai precisar escolher o futuro da Bahia e do Brasil”, disse Roma.

Jerônimo defende debates para divulgação de propostas e critica ausência de ACM Neto

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

Após o primeiro debate das Eleições 2022, realizado na Band Bahia, neste domingo (7), o candidato do PT ao Governo Estadual, Jerônimo Rodrigues, ainda na sede da emissora, enalteceu a importância de espaços para a ampliação da divulgação de projetos pensados para a melhoria da Bahia.

“É fundamental para a população compreender quais são as principais propostas que estão colocadas em cada programa de governo, para amadurecer o processo eleitoral. Nem sempre a gente tem oportunidade como candidato de dialogar com muita gente, mas com o debate, a imprensa repercute isso com muita clareza”, ressaltou.

Ele voltou a falar da ausência de ACM Neto (União), que, atualmente, lidera as pesquisas ao Palácio de Ondina, alfinetando o ex-prefeito de Salvador. “Agora, eu fico sentido em decorrência da ausência de candidatos. Quando a gente se oferece para fazer um debate e de ser governador, temos que ter coragem para defender o que colocamos no programa de governo. A fuga de um candidato, do ex-prefeito, é ruim para o debate”, concluiu.

Primeiro debate ao governo da Bahia reúne três candidatos; ACM Neto não compareceu

Share Button

Por g1 BA

Primeiro debate ao governo do estado da Bahia reúne três candidatos | Foto: Divulgação/Ulisses Dumas

Três candidatos ao governo do estado da Bahia participaram, na noite deste domingo (7), do primeiro debate da disputa estadual realizado pela TV Bandeirantes. Estiveram presentes nos estúdios da emissora Jerônimo Rodrigues (PT), João Roma (PL) e Kleber Rosa (PSOL). O debate foi dividido em cinco blocos:

Primeiro bloco: pergunta elaborada pela produção do Grupo Bandeirantes;

Segundo bloco: perguntas de jornalistas do Grupo Bandeirantes;

Terceiro bloco: rodada de confronto direto entre os candidatos;

Quarto bloco: candidato pergunta a candidato;

Quinto bloco: considerações finais.

No primeiro bloco, cada candidato respondeu a mesma pergunta: “Educação, saúde, segurança e emprego são a base dos programas de governo dos candidatos. Se o senhor for eleito, qual a sua prioridade? Dê um exemplo de um projeto que o senhor pretende implantar nessa área que será sua prioridade”.

Primeiro a responder, Jerônimo Rodrigues (PT) destacou a importância dos temas abordados na pergunta. “Estou pronto para governar a Bahia e quero destacar aqui uma ação de educação em tempo integral para todas as escolas da rede estadual da Bahia. Da mesma forma quero garantir que todos os municípios da Bahia tenham a oferta da educação profissional. Isso porque os estudantes e a juventidade precisam dessas oportunidades. Ampliarei as vagas do primeiro emprego”.

Kleber Rosa (PSOL) disse que “está na hora do povo governar. Para contribuir com esse debate estamos trazendo a proposa do salário mínimo regional. É uma proposta que o movimento sindical já vem defendendo há um bom tempo. É um projeto que prevê o aumento do salário mínimo na Bahia acima do salário nacional. Nossa meta, ao final da gestão, é ter um salário mínimo na Bahia 20% acima do nacional e, com isso, promover o poder de compra do trabalhador, aquecer o comércio, aquecer o serviço, gerar mais emprego e consequentemente melhorar a vida do povo da Bahia de modo geral”.

João Roma (PL) afirmou que “a Bahia está refém de práticas políticas do século passado. Educação, saúde e segurança pública são serviços que não estão chegando para o cidadão baiano. No governo da Bahia, vamos baixar os imposos, aumentar a competitividade do estado, atrair oportunidade de emprego e renda para o nosso povo. Vamos criar o Auxílio Bahia, que vai servir para que você, cidadão necessitado, possa ter um acesso a um complemento de renda e melhorar sua vida”.

Segundo e terceiro blocos

No segundo bloco, jornalistas fizeram as perguntas para cada candidato, com direito a escolher outro candidato para comentar a resposta. Os temas das perguntas foram: educação em escolas públicas; segurança; índice de violência; saúde e fila da regulação de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

No terceiro bloco, os candidatos voltaram a fazer perguntas entre si.

Considerações finais

Ao final, cada um teve oportunidade de fazer as considerações finais.

João Roma (PL) afirmou que quer um Brasil que siga para a frente. “O Auxílio Brasil é um benefício e uma conquista da nossa sociedade, ninguém vai perder o Auxílio Brasil por causa de nenhum candidato. O que nós queremos é um estado que esteja de mãos dadas com o cidadão. Estamos em uma caminhada por um propósito muito claro: para chegar no governo da Bahia, diminuir os impostos, aumentar a oferta de emprego e renda para o nosso povo, para que cada filho de Deus na Bahia possa melhorar de vida”.

Kleber Rosa (PSOL) reforçou que agora é a vez do povo. “Não precisamos mais ficar em um debate de quem faz a pior ou melhor obra, quem é pai ou mãe da obra, quem é o responsável pelo metrô ou pelo viaduto. Perceberam que ninguém falou da fome? Perceberam que ninguém falou de habitação digna? Perceberam que ninguém falou do desemprego, do preço do gás? Essas pessoas não têm compromisso com o povo. Vamos defender um projeto verdadeiramente de inclusão social e de resgate da dignidade do nosso povo”.

Jerônimo Rodrigues (PT) garantiu que este é um momento importante para a democracia brasileira. “Vamos trazer de volta a esperança. O Brasil tem jeito. A Bahia tem lado e o lado da Bahia é o lado dessa ação conjunta, com um time que vem mudando a cara da Bahia. São pessoas que respeitam uns aos outros. Não temos problema algum de segurar a bandeira da paz, a bandeira do combate a fome. Estou pronto para governar a Bahia”.

Ministra do TSE avalia que Lula pede voto em vídeos e manda redes sociais retirarem trechos do ar

Share Button

Por g1

Foto: TV Clube

A ministra Maria Claudia Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ordenou que as redes sociais retirem do ar em 24 horas trechos de vídeos em que, no entendimento dela, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece pedindo votos. Pela lei, a campanha só começa oficialmente no dia 16. Por isso, candidatos ainda não podem pedir votos explicitamente.

A decisão atende a um pedido do PDT, que acionou o TSE acusando o ex-presidente de campanha antecipada.

Os vídeos mostram a participação de Lula em evento em Teresina na quarta-feira (3). Ao lado do pré-candidato ao governo do Piauí, Rafael Fonteles, e do pré-candidato ao Senado, Wellington Dias, o ex-presidente afirmou:

“Eu queria pedir para vocês, cada mulher ou cada homem do Piauí que têm disposição de votar em mim, que têm disposição de votar no Wellington, eu queria pedir para vocês que no dia 2 de outubro votem em mim, votem no Wellington, mas, primeiro, votem no Rafael, porque ele vai cuidar do povo do Piauí”.

A ministra Maria Claudia Bucchianeri, em sua decisão, ressaltou que alterações recentes na legislação eleitoral reduziram o tempo da campanha, abrindo espaço para que, na pré-campanha, o candidato possa fazer declarações sobre a intenção de concorrer, mas com restrições.

“Falar de si e de possíveis qualidades pessoais, falar da política, dos problemas coletivos, falar de projetos, divulgar pré-candidatura, pedir ‘apoio político’, anunciar projetos futuros e políticas a serem desenvolvidas, externar posições pessoais sobre os temas que afetam a comunidade, tudo isso se tornou legítimo pela legislação eleitoral”, explicou a ministra.

“Há, no entanto, um núcleo mínimo que permaneceu vedado pela legislação eleitoral, até que se inicie oficialmente o período de campanha, qual seja, o ‘pedido explícito de voto’”, completou.

A ministra estabeleceu ainda que a defesa do ex-presidente preste esclarecimentos em dois dias e que o Ministério Público eleitoral se manifeste em um dia.

Filiada a partido bolsonarista, vice de ACM Neto diz ainda não ter voto definido para presidente

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Divulgação

A empresária Ana Coelho (Republicanos), escolhida para vice na chapa de ACM Neto (União) ao governo da Bahia, afirmou que ainda não tem um voto definido para a eleição à presidência da República.

“A gente ainda está conversando. Eu ainda vou analisar muito para entender”, disse a presidente do Grupo Aratu.

Apesar do Republicanos, partido dela, já ter fechado apoio ao atual presidente Jair Bolsonaro (PL), Ana Coelho preferiu citar como opções duas outras candidatas à presidência: Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União).

“Posso até adiantar que simpatizo muito com as duas mulheres, Simone e Soraya, mas hoje eu ainda não tenho meu voto”, finalizou Ana.

Além do Republicanos ser da base de apoio do atual presidente, o tio da empresária, o ex-governador e atual prefeito de Guanambi, Nilo Coelho (União), chegou a declarar apoio a Bolsonaro em 2021. O marido dela, deputado estadual Tiago Correia (PSDB), também declarou “voto útil” para o presidente da República em 2022.

Mototaxista acusado de matar colega por disputa de passageiro é condenado a 16 anos de prisão

Share Button

Por TV São Francisco e g1 BA

Alan Kardec Magalhães Vicente foi morto em Juazeiro, em maio de 2018 | Foto: Reprodução/TV São Francisco

O mototaxista Francisco Leite Barbosa, acusado de matar o colega de trabalho depois de uma disputa por passageiro em Juazeiro, no norte da Bahia, foi condenado por homicídio qualificado a cumprir 16 anos e 11 meses de reclusão.

O julgamento aconteceu na quinta-feira (4), no Fórum Conselheiro Luiz Viana Filho, e o júri acatou como procedente a acusação. A pena poderia chegar a 30 anos.

A defesa já recorreu e a apelação segue para o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) até que seja marcado o julgamento do recurso. Os advogados dizem que a decisão dos jurados foi contrária à prova dos autos. Apesar de condenado, ele vai responder em liberdade até o julgamento dos recursos.

Família de mototaxista assassinado protesta em Juazeiro | Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

O crime ocorreu em maio de 2018, quando Francisco e a vítima, Alan Kardec Magalhães Vicente, se desentenderam próximo ao Mercado do Produtor, em Juazeiro. A vítima chegou a ser socorrida por colegas para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, de lá, transferido para o Hospital de Traumas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Francisco chegou a ser preso, mas recorreu à Justiça em 2019 e passou a responder o processo em liberdade.

Menino é resgatado depois de ficar preso entre paredes de duas casas na Bahia

Share Button

Por TV Bahia e g1 BA

Menino é resgatado depois de ficar preso entre paredes de duas casas na Bahia | Foto: Reprodução/TV Bahia

Uma criança de cinco anos ficou presa entre duas paredes ao tentar passar em um vão que separa imóveis no Bairro da Paz, em Salvador, na manhã desta sexta-feira (5). O garoto estava na casa da avó e, após sair do imóvel, entrou em um espaço estreito entre duas casas.

A avó, Selma Pinto, não estava em casa e foi informada pelos vizinhos sobre o incidente com o menino. Ela disse que, por causa do desespero da criança, ficou apavorada e não pôde ficar no local enquanto os moradores tentavam retirar o garoto.

“Ele acordou e não me viu em casa. Tentou passar pelo beco para ir para a rua e ficou preso entre a minha parede a do vizinho. Ele gritou e os vizinhos ouviram. Não consegui nem ficar para ver eles tirarem. Fiquei apavorada.”

Os primeiros que tentaram retirar o garoto foram moradores que ouviram o choro do garoto e começaram a quebrar a parede com auxílio de uma marreta.

Menino é resgatado depois de ficar preso entre paredes de duas casas na Bahia | Foto: Reprodução/TV Bahia

“Desci para comprar pão e minha esposa se incomodou [com o barulho]. Ela foi ver o que era e se deparou com a cena dele preso entre as duas paredes. Ela chamou meu filho mais velho, arrombou o cadeado e quebrou a parede”, disse o vizinho, identificado apenas como Alex.

Ele acrescentou que, como a situação era grave, foi até o posto de saúde na região para tentar auxílio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O porteiro da unidade, Uilame Andrade, foi até o imóvel e, quando chegou, vizinhos da família já tentavam retirar o garoto quebrando a parede.

O homem disse que a preocupação maior era a posição em que o garoto estava. Naquele momento, o menino chorava muito e estava preso apenas pela cabeça entre as paredes.

“Ele estava em uma posição desconfortável, pendurado pela cabeça. O pescoço estava bem esticado e a gente se preocupou com isso. Cortamos embaixo para ele ter uma posição melhor e a gente estourar o outro lado da parede”, disse.

Apesar do susto, a criança teve apenas escoriações e foi levada para a Unidade Básica de Saúde (UBS) Orlando Imbassay, onde está em observação.

PDT anuncia vice-prefeita de Salvador como candidata a vice-presidente na chapa de Ciro Gomes

Share Button

Por TV Globo e g1

Ciro Gomes e Ana Paula Matos, juntos em imagem de julho deste ano | Foto: João Souza/g1

O PDT anunciou nesta sexta-feira (5) a vice-prefeita de Salvador (BA), Ana Paula Matos, como candidata a vice-presidente na chapa de Ciro Gomes nas eleições deste ano.

O anúncio aconteceu no último dia previsto para a definição das chapas.

Pesquisa Datafolha divulgada na semana passada mostrou Ciro em terceiro lugar, com 8% das intenções de voto, atrás de Lula (PT), que aparece com 47%, e de Jair Bolsonaro (PL), com 29%.

Esta é a quarta vez que Ciro Gomes disputa a Presidência da República. Ex-governador do Ceará, Ciro também concorreu ao Palácio do Planalto em 1998, 2002 e 2018, mas nunca chegou ao segundo turno.

‘Um governo feminino’

Ana Paula foi apresentada oficialmente em uma entrevista coletiva na sede do PDT, em Brasília.

A candidata a vice fez um discurso no qual ressaltou o seu currículo – é advogada e administradora – e disse que, ao lado de Ciro, vai trabalhar pela defesa do desenvolvimento econômico e social.

“Eu me orgulho da minha história, da mulher negra que sou, mulher de pele parda que não tem lugar de fala, de quem sofreu preconceito pela cor da pele, mas que tem lugar de fala pelo combate ao racismo e a toda e qualquer forma de preconceito”, disse Ana Paula.

“Sou conciliadora, mas firme. Sou forte, e quero junto com vocês apresentar ao Brasil um projeto de desenvolvimento econômico e social. Não acredito em desenvolvimento econômico sem o social”, acrescentou.

Ciro afirmou que, entre as colaborações da pedetista, estará a de ajudar no desenvolvimento do programa de governo

O candidato à Presidência destacou que o partido escolheu “uma mulher negra, de origem humilde, que fez da sua luta contra todos os estigmas e discriminações um ato de vitórias sucessivas”.

“Ela vem especialmente para me ajudar a fazer do meu governo um governo feminino. Nós todos somos vítimas do patriarcado, qualquer um de nós já reproduziu piada machista, mas isso só vai ser superado quando nos empoderarmos de verdade as mulheres”, afirmou o candidato à Presidência.

Carlos Lupi, presidente do PDT, destacou que a vice representa uma “contrabalança” a Ciro Gomes.

“A questão da representação que um partido como o nosso quer ter para se diferenciar. O Ciro, que é um homem que tem uma experiência larga, muito já conhecido, faz com a Ana uma espécie de contrabalança no seu perfil: mulher, negra, mais de uma área de comunidade. No fundo, desculpe a sinceridade, é a gente querer mostrar para a sociedade um quadro de superação”, disse Lupi.

Busca por vice

Antes de decidir por uma candidata a vice do PDT, Ciro Gomes tentou, sem sucesso, alianças com os partidos União Brasil e PSD. E a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, da Rede, era vista como a “vice dos sonhos” pela campanha pedetista.

No entanto, na quinta-feira (4), durante entrevista em Brasília, Ciro já admitia que não conseguiria formar uma coligação com outra sigla.

Na avaliação do candidato, outros partidos não quiseram se aliar ao PDT por causa das ideias que ele defende. Para ele, outras siglas são favoráveis à manutenção dos modelos econômico e de governança vigentes no país.

“Evidentemente, você não pode esperar que uma fração do sistema, comprometida com o modelo econômico e de governança política que eu quero revogar e digo como, que venha ao meu socorro”, afirmou o presidenciável.

Além de Ana Paula Matos, outras filiadas ao PDT estavam cotadas para ocupar a função de vice em uma chapa “puro sangue”, encabeçada por Ciro Gomes: Juliana Brizola, deputada estadual no Rio Grande do Sul; Martha Rocha, deputada estadual no Rio de Janeiro; Suely Vilela, ex-reitora da USP; e Isabella de Roldão, vice-prefeita do Recife (PE).



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia